A fobia social e a timidez, como diferenciá-las

  • As características da fobia social
  • Como identificá-la
  • Possibilidades de tratamento

Muitas pessoas se denominam tímidas. Isso porque a timidez em maior ou menor grau é uma condição natural do homem. Condição natural do homem quando exposto a situações novas. É normal se sentir tímido ou tímida, receosa ou insegura. Por exemplo em um emprego novo. Também se pôde notar a presença de timidez ou insegurança diante de uma nova sala de aula. Ou em qualquer novo ambiente onde não se conheça ninguém.

Entretanto, há uma linha talvez um tanto quanto tênue entre o que seria os níveis normais de timidez e um transtorno de ansiedade.

Leia mais

Conheça o conceito de maquiagem caseira e entenda os riscos

Notícias reais que mais parecem fake news

Quando mergulhamos em uma nova experiência onde não conhecemos ninguém pode ser que acabemos nos sentindo intimidados em um primeiro momento. Mas com o tempo também é esperado que consigamos nos enturmar e deixar a timidez de lado. Quando esse enturmar não ocorre e o medo e a insegurança persistem, como se fosse o seu primeiro dia podemos ter aí um problema. Este problema é conhecido popularmente como fobia social, mas também pode ser encontrado por sociofobia e ansiedade social.

Fobia social e suas características

Ao contrário daquela pessoa tímida que tem dificuldades no início de um novo convívio social alguém com fobia social pode acabar evitando todo tipo de contato social. Evitando justamente por conta deste medo. Podemos em linhas simples caracterizar a fobia social como sendo um tipo de timidez paralisante que te impede de fazer tudo o que seria “normal”.

Por isso se você se sente apavorada somente com a possibilidade de ir a uma festa, entrar em uma turma nova, cuidado. Você pode estar sofrendo com os sinais ou sintomas de uma ansiedade social.

Você deve estar se perguntando agora o que pode causar a fobia social em alguém e a resposta para essa pergunta não é um tanto quanto exata.

As causas do que vem a ser a fobia social

As causas para a qualidade de manifestação da ansiedade social são as mais diversas e nenhuma delas é categórica. Mas dentre estas possibilidades podemos citar a hereditariedade. Sim! É comum a manifestação do transtorno de fobia social em membros de uma mesma família, com ligação direta ou indireta.

A estruturação e atividade da amídala cerebelosa: Essa amídala está diretamente relacionada com as nossas emoções e consequentemente com a nossa sensação de medo. Desta forma, qualquer anomalia no trabalho e no comportamento desta pequena amídala pode causar um transtorno de ansiedade social.

Características externas: Alguns estudos acreditam que a fobia social ocorre muitas vezes por conta do meio no qual o indivíduo está inserido e não necessariamente por questões genéticas.

Fatores de risco e o tratamento médico

fobia social

Os fatores de risco para o desenvolvimento de um quadro de ansiedade como dissemos anteriormente, pode ser histórico familiar de fobia social. Mas outras causas também podem ser consideradas potenciais para o desenvolvimento do problema. Dentre elas podemos citar situações traumáticas e extremamente negativas como a má estruturação familiar, além de histórico de abuso e rejeição. Crianças que sofreram bullying também possuem mais predisposição. Sendo mais propensas para o desenvolvimento da fobia social na adolescência.

Quem possui grandes problemas com a socialização e acredita que pode estar sofrendo com ansiedade social pode buscar ajuda médica. Nestes casos os mais indicados são o clínico geral e o psiquiatra. Na consulta é preciso que você seja sincera. O profissional pode acabar fazendo uma série de perguntas. Isso para tentar identificar se a causa da sua ansiedade social não vem a ser adjacente de algum outro tipo de transtorno. Isso para posteriormente apresentar um diagnóstico.

A partir do diagnóstico de um transtorno de fobia social há dois tipos de tratamentos. A psicoterapia e o tratamento medicamentoso. No caso dos medicamentos os mais utilizados são os inibidores de recaptação de serotonina.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

A fobia social e a timidez, como diferenciá-las

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “A fobia social e a timidez, como diferenciá-las”