Ansiedade: os casos entre os jovens está aumentando

  • Como identificar um quadro de ansiedade;
  • O que é a ansiedade;
  • Como a ansiedade afeta crianças.

Lembre-se da sua adolescência: quantas vezes você, na típica fase em que os ânimos são abalados com absoluta facilidade, sentiu-se perder o chão sob seus pés? Quantas vezes você chorou copiosamente escondido, enquanto tentava entender o turbilhão de emoções e coisas que passavam sem parar por sua cabeça?

Treino: Por que você não deve usar o celular para emagrecer?

O que o chá de hibisco pode fazer pela sua saúde?

Se você já sofreu com a pressão na escola, em sua casa, pelos amigos, pelos familiares, pelos colegas por qualquer razão como aparência, saúde, características físicas, sexualidade e comportamentos, já deve ter sentido na pele o que é ansiedade.

É como aquele nó que atrapalha a garganta, tira o foco do que realmente pode nos interessar e, muitas vezes, nos torna realmente aparentemente desinteressados com a vida, de forma geral. Isso pode parecer, para quem vê, apenas um momento de confusão, de complicações psicológicas, mas esconde um dado pra lá de alarmante.

Os casos de ansiedade entre os jovens aumentam no mundo todo e isso é muito preocupante

Em estudos recentes realizados a partir de dados coletados no mundo todo, foi possível afirmar um dado preocupante e, porque não, alarmante: hoje são mais de 10% das crianças e dos adolescentes no mundo todo que sofrem com algum distúrbio psiquiátrico associado à ansiedade.

E não, isso não é frescura e nem pode ser tratado como tal. Se hoje não forem tomadas as devidas atitudes que vão ao encontro de formar um ambiente mais estável para esses jovens, esses dados podem aumentar, é o que também conclui o estudo.

E quando falamos de ansiedade, veja, isso não é só relacionado a um certo nervosismo antes de uma prova, da apresentação de um trabalho para a sala de aula ou mesmo aquele frio na barriga que surge antes de falar com uma pessoa que ainda se tenta conhecer.

A ansiedade trata-se de um distúrbio que traz consequências nefastas e prejuízos extensos para o dia a dia de quem sofre com ela. A ansiedade também nem sempre é incapacitante, impedindo o jovem de sair da cama ou de realizar suas tarefas cotidianas, mas é justamente essa característica que torna tudo ainda mais complicado.

São esses casos mais leves, esses que não impedem ou imobilizam o jovem que acabam ficando no centro das preocupações dos especialistas. Esse tipo de ansiedade leve, ainda que tenha leve no nome, já é muito preocupante pela seguinte razão: é mais difícil de ser diagnosticada.

E isso se dá, principalmente, porque geralmente se confunde sintoma de ansiedade com o comportamento que espera ser típico de um jovem, de um adolescente. E isso abre portas perigosas para transtornos mais graves, como, por exemplo, depressão.

O que pode causar ansiedade entre os mais jovens?

Embora haja sim uma causa genética associada à ansiedade, é preciso também observar fatores que podem interferir de forma muito severa na construção de um quadro de ansiedade, seja ela de grau leve ou de grau moderado. Alguns deles são muito evidentes.

Quando o lugar em que se vive é estressante

Pense: você é uma criança que presencia brigas frequentes, vive em uma área de risco ou observa que seus familiares vivem preocupados com coisas que você nem pode gerenciar ou interferir e tampouco resolver, já que você é apenas uma criança.

Isso é uma das causas mais frequentes de casos de ansiedade entre crianças e pode ser também o estopim para outros transtornos similares.

A separação dos pais

O momento é mais do que traumático: a criança se vê no centro de um conflito que, muitas vezes, também a envolve. Como ela pode saber com quem deve ficar? E mais, como ela pode se sentir sendo também o centro de discussão a respeito do seu próprio futuro?

E mais: quando um lar se dissolve, é importante notar que também se dissolve o que a criança tinha por família e como símbolo de sua própria casa.

O bullying na escola

Outro dado mais do que alarmante é como a forma com que a criança é tratada por seus colegas pode interferir negativamente em seu quadro psicológico.

Ser vítima de bullying logo pode transformar o ambiente escolar em um lugar em que não se deseja frequentar, tampouco motiva o cumprimento dos compromissos educacionais. Assim, buscar orientação, apoio e conhecer a rotina da escola da criança é mais do que essencial.

Como notar os sintomas de ansiedade? Quais são os sinais?

  • Mudanças bruscas de comportamento: de repente a criança que era extrovertida passa a ser mais tímida, mais isolada.
  • A criança passa a não querer mais ficar sozinha: é mais complicado conviver com a sensação de estar só e os processos de adaptação demoram mais para acontecer.
  • Interação dificultada: a criança passa a não conseguir mais falar com pessoas estranhas ao seu convívio, tornando cada vez mais complicado o processo de, por exemplo, pedir um sorvete para o garçom de um restaurante.
  • Tensão exacerbada: sustos frequentes, dores pelo corpo, sofrimento por antecipação são consequências dessa postura.
O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 4

Ansiedade: os casos entre os jovens está aumentando

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “Ansiedade: os casos entre os jovens está aumentando”

  1. […] Ansiedade tem aumentado entre jovens; entenda porque […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *