Conheça os sintomas e o que é a gastrite

  • Conhecendo a gastrite
  • Como é feito o tratamento?
  • Alimentos alcalinos

De acordo com informações disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, a gastrite acontece quando as paredes do estômago se inflamam, causando dor e uma sensação de queimação na região.

Leia mais

Roteador: mitos e verdades sobre esse importante equipamento

Picada de inseto: conheça as mais dolorosas

De maneira geral, a doença pode se apresentar de duas formas: de forma aguda, com o surgimento dos sintomas de forma repentina ou de forma crônica, que os sintomas são cumulativos devido à falta de tratamento.

Existem alguns fatores que costumam causar gastrite, como, por exemplo, doenças autoimunes, aparecimento da bactéria H. Pylori, estresse, refluxo, a utilização de medicamentos em excesso, abuso do café e álcool.

Se você tem dúvidas sobre essa doença, se costuma sentir algum sintoma, siga a leitura que podemos te ajudar nisso.

Quais os sintomas de gastrite?

Se você tem gastrite, já pode ter percebido que principalmente ao ingerir alguns alimentos, desencadeiam sintomas da doença. Geralmente os sintomas aparecem ao consumir alimentos ricos em gordura e conservantes, além de problemas como estresse e ansiedade.

Se você acha que é apenas a sensação de queimação no estômago acompanhado de dor, se engana. Os sintomas podem aparecer de outras formas. Confira abaixo:

Dor ou desconforto abdominal: esse sintoma geralmente aparece logo após a refeição ou após um longo período sem se alimentar;

Inchaço abdominal: ocasionado principalmente após comer algo;

Presença frequente de vômitos e náuseas;

Sensação de estufamento no estômago.

Além desses, existem outros sintomas como sensação de queimação no estômago além de sentir a presença de mais gases de forma frequente, que podem ser eliminados através de arrotos ou ainda flatulências.

Quais os tipos de gastrite?

Você já sabe, mesmo superficialmente, que existem dois tipos da doença. Porém é importante que você saiba todos os outros tipos que pode acometer qualquer pessoa e também ter conhecimento dos sintomas em cada uma delas. A lista está abaixo:

A gastrite aguda é quando a dor aparece de forma súbita e pode ser ocasionada por alguma doença ou alguma lesão considerada grave. Também existe a gastrite crônica, que é quando a doença aparece e se desenvolve ao longo dos anos.

Algumas pessoas também apresentam gastrite nervosa. Neste caso os sintomas aparecem quando a pessoa passa por momentos de altos índices de estresse e ansiedade.

Além desses casos, também existe a gastrite enantematosa. Este caso é mais grave e acontece quando, além do aparecimento da inflamação, também existem lesões nas camadas internas do órgão, no entanto, ainda não é considerado como a chamada úlcera.

A gastrite erosiva é o caso mais grave de quem tem a doença. Aqui além da inflamação, existem lesões internas no estômago após o uso de medicamentos, em caso de doença de Crohn ou ainda em pessoas que tenham passado por doenças causadas por vírus ou bactérias.

Como é feito o diagnóstico?

gastrite

É importante que você tenha em mente que se sentir dores no estômago, eventualmente, não significa que você seja diagnosticado com a doença. No entanto, se você sentir dores por mais de duas semanas, é aconselhável consultar um especialista, o gastroenterologista.

É muito provável que ele irá solicitar que você faça uma endoscopia. Nesse exame, o paciente é sedado e uma microcâmera entra pela boca indo até o estômago captando imagens e registrando os lugares em que a inflamação da mucosa está presente.

Como é o tratamento?

gastrite

 

É fundamental que a causa da doença esteja sobretudo clara. Isso pois somente assim que o tratamento adequado pode ter sua definição, sendo indicado pelo médico especialista. O tratamento sempre tem o foco na melhora da dor e proteção da mucosa estomacal.

Se você apresenta algum dos sintomas listados acima, deve procurar o médico especialista nisso, que nesse caso é o médico gastroenterologista. É esse profissional que é capaz de identificar qual o tipo de gastrite, solicitar exames além de ser possível acompanhar e conhecer todo o histórico de saúde e também toda as questões que envolvem o seu estilo de vida.

Após isso, há a possibilidade de se obter o diagnóstico adequado além de indicar o melhor tratamento para cada caso.

Além disso, o tratamento tem como objetivo, primeiramente, atuar na inflamação das paredes do estômago, de forma que as lesões da mucosa interna fiquem cicatrizadas.

Uma maneira muito eficaz para tratar os sintomas inflamatórios e controle das dores, é o paciente adotar uma dieta específica para a doença.

A dieta é adequada às necessidades de cada pessoa, no entanto, basicamente ela é baseada em alimentos alcalinos que auxiliam a equilibrar o pH estomacal, diminuindo a acidez e, consequentemente, melhorando as dores.

Em um primeiro momento, o paciente terá que se alimentar sobretudo com uma maior quantidade de legumes, frutas cozidas e verduras além de reduzir o consumo de alimentos que possam apresentar alterações gástricas. É importante saber que a sensibilidade a um determinado alimento, varia de pessoa para pessoa. Por isso o paciente deve se consultar com um nutricionista para adequar o melhor plano alimentar.

Alimentos alcalinos

gastrite

Você sabe quais alimentos consideramos alcalinos? Bom, são vários. Entre eles estão a banana, abacate, quinoa, ervilha, couve, cenoura, arroz integral, pepino, salsa e algumas sementes.

Outros alimentos, os considerados ácidos, não devem ter seu consumo feito principalmente em excesso, caso você sofra dessa doença. Por isso, se for o seu caso, evite café e chás com cafeína, tipo chá verde, açúcar, chocolate, açúcar refinado, farinha branca, carnes muito gordurosas, álcool, frituras em excesso além de alimentos ultraprocessados.

Por último, junto a essa adequação na dieta, o médico opta por fim na administração de remédios sobretudo o omeprazol ou cimetidina, que devem ter uso sempre com orientação médica.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: