Tipos de empatia: conheça três tipos e qual você mais prática

  • Tipos de empatia: você sabia que há mais de um?
  • Antes mesmo de ter um nome a empatia já existia
  • Você sabe o que é empatia cognitiva?

Por mais que o conceito de empatia seja conhecido, você sabia que existe mais de um tipo que pode ser praticado? Aqui vamos te mostrar como cada tipo se apresenta e você poderá saber qual é mais a sua praia. O foco especial aqui é conhecer os tipos de empatia e você vai se surpreender ao saber que há mais de um.

Leia mais em:

Excesso de açúcar: riscos de níveis elevados no sangue

Erros na decoração de natal? Veja como evitar os mais comuns

Nos últimos anos e principalmente na atualidade, a palavra e conceito de empatia estão muito em alta e sendo utilizada com muito mais frequência do que antigamente. Mas, você sabia que antes a prática já existia, mas não era apresentada com esse nome? Pois é, antes mesmo de ser denominada, a prática de ter empatia por alguém já era uma realidade.

Ter a característica de uma pessoa com empatia é basicamente ser uma pessoa capaz de se colocar no lugar do outro, para que consiga entender o seu sentimento (dor, alegria, raiva).

A seguir, vamos te mostrar que existem diferentes tipos de empatia e assim, você poderá melhorar essa característica que é essencial para o convívio harmônico em sociedade. Afinal, como vamos viver bem em sociedade sem a preciosa capacidade de nos colocarmos no lugar do outro? Essa é uma pergunta que nos leva a refletir sobre a importância da prática da empatia no nosso dia a dia.

Mas, afinal: o que é empatia na prática?

tipos de empatia

Usando o conceito psicológico, entende-se por empatia a propriedade de sentir ou entender o que um outro indivíduo está sentindo ou passando. Mas sempre buscando compreender o que ela está vendo e sentindo, e não somente o seu lado. Não é unicamente estar no lugar de um terceiro a partir do seu ponto de visão, mas se colocar no lugar do outro a partir do seu próprio ponto de visão.

Na prática, é olhar para o outro sem um pré-julgamento da situação que ele vive. Afinal, esse pré-julgamento seria resultado da sua visão, da Aperfeiçoar essa capacidade nos dias de hoje com certeza é algo extremamente importante e pode nos ajudar em diversas situações do dia a dia.

Dentro do conceito amplo de empatia, existem três subtipos: empatia cognitiva, empatia emocional e empatia compassiva. Parece complicado, mas vamos explicar um pouco no quem confere cada um desses conceitos para te ajudar a entender melhor o seu sentido e a sua aplicação.

Empatia cognitiva

tipos de empatia

Esse tipo de empatia é considerado como a habilidade de entender além do sentimento do outro, a busca por entender o que ele está pensando. Esse é a definição mais comum quando se busca entender o que é empatia.

A empatia cognitiva tem muito uso por pessoas que trabalham diretamente com um público específico. Através dessa habilidade conseguem transmitir as informações de forma mais eficiente. A partir da aplicação da empatia cognitiva se torna mais fácil o processo de comunicação.

Por não ser necessário um envolvimento emocional, ao praticar a empatia cognitiva você não se envolve com as emoções e sentimentos da outra pessoa. Esse tipo de empatia tem usado mais como uma análise racional dos sentimentos e emoções alheias. Mas para isso não há o envolvimento emocional apenas a busca pelo que o outro está pensando e sentido a partir do seu ponto de visão.

Tipos de empatia: empatia emocional

Sabe quando uma pessoa te conta alguma coisa e você se identifica de cara com a situação ou o sentimento que ela está explicando e ou sentindo? Isso é o que chamamos de empatia emocional. A empatia emocional consiste na habilidade de dividir os sentimentos com outra pessoa. Muitas amizades começam a partir desse sentimento inicial de identificação.

No entanto, a empatia emocional vai um pouco além disso. Algumas pessoas possuem uma capacidade maior de autoconhecimento e autorregulação emocional, sendo possível que elas consigam se conectar ao sentimento e emoção de outras pessoas. A empatia emocional pode não ser comum a todas as pessoas, em todas as situações mas por vezes por ocorrer.

Empatia compassiva

tipos de empatia

O terceiro subtipo de empatia é o que chamamos de empatia compassiva. Esse tipo age de formas mais práticas: a pessoa que possui essa capacidade consegue entender, dividir os sentimentos até o ponto de tomar uma ação para ajudar o outro.

Esse tipo de pessoa vai além da compreensão da visão da outra pessoa. Ela consegue ter uma visão mais ampla e oferecer opções que solucionem aquele sofrimento. Assim como a empatia emocional pode acontecer às vezes, em algumas ocasiões especiais. Nesse caso se torna possível ajudar o outro que está em uma situação de sofrimento, por exemplo.

Existe algum tipo de empatia que seja melhor ou mais aconselhável que o outro?  Com certeza a resposta é que não há. Não existe uma regra para isso e qual deve ter mais prática no dia a dia.

Uma pessoa com um nível de empatia mais alto consegue praticar os três tipos apresentados acima, sabendo diferenciar qual o mais adequado em casa situação que ela está vivenciando.

Assim, é mais adequado pensarmos que os tipos que apresentamos aqui são complementares: é importante ouvir o que o outro tem a dizer para entender os sentimentos dele, para então, poder ajudá-lo de forma efetiva sobre o que ele precisa.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: