Queratose pilar: você sabe o que é?

  • Você sofre com a queratose pilar? Descubra aqui o que é
  • Causas da queratose e como ela se desenvolve
  • Tratamento indicado

A queratose capilar (conhecida também como ceratose capilar) é uma condição em que uma pessoa desenvolve muita queratina, uma vitamina presente principalmente na pele, o que faz surgir pequenas bolinhas muito parecidas com cravos.

Isso ocorre, pois o excesso dessa vitamina bloqueia os vasos capilares, impedindo que o pelo cresça.

Leia mais

Sensibilidade mamária: como reduzi-la?

Limpeza energética para casa nova; veja como fazer

Elas surge principalmente nos braços, pernas e até nas nádegas, e não causam coceiras, dor ou qualquer outra coisa que atrapalhe a vida da pessoa, sendo assim a questão estética é o que causa o maior incomodo de quem sofre com este problema.

Causas da queratose

Além do acúmulo excessivo de queratina na pele, a queratose pilar pode surgir influenciada por outros fatores como a utilização de camisetas, calças e outras roupas muito apertadas, doenças como dermatite atópica ou até mesmo predisposição genética.

A carência de vitamina A também pode aumentar as chances do surgimento da ceratose capilar, o que pode ser controlado com o consumo de alimentos ricos neste nutriente. Peles muito secas podem contribuir para o seu surgimento também.

Ainda não há uma explicação cientificamente comprovada, porém pessoas que possuem problemas alérgicos como rinite, também tem uma predisposição maior para o surgimento deste problema dermatológico. Todavia, ainda não se consegue determinar a relação clara entre ambos os quadros.

Tratamentos

Como a queratose pilar poder ter vários motivos para o seu aparecimento, além de não oferecer qualquer risco ou ser o sinal de outras doenças mais graves, normalmente não é indicado qualquer tratamento por parte dos médicos.

Para fins estéticos, o dermatologista pode indicar pequenos tratamentos de esfoliação, utilizando ácidos e cremes que irão hidratar a pele e amenizar o surgimento.

Um dos mais utilizados é o creme com ureia, que irá remover as células mortas da pele e hidratar profundamente, porém pode causar vermelhidão e a sensação momentânea de “queimação” no local aplicado.

Normalmente leva algum tempo para que este e outros produtos tenham um efeito, e estas bolinhas somem do corpo por volta dos 30 anos.

Mas é claro que, em alguns casos mais extremos, o médico especialista pode recomendar algum procedimento estético como o peeling químico, que é um tratamento com ácidos e outros produtos que promovem a descamação e renovação celular.

Outro método é o da microdermoabrasão, que é uma espécie de esfoliação que também irá incentivar o rejuvenescimento da pele. Ele comumente é utilizado para tratar cicatrizes, estrias e outras imperfeições da pele. Mas pode ser utilizado para o tratamento da ceratose a depender da gravidade do quadro.

Prevenindo o problema

Queratose pilar

A ceratose capilar surge, normalmente, durante a adolescência e não há algo que realmente impeça seu aparecimento. No entanto, há algumas ações e precauções que irão ajudar a diminuir seu impacto na pele.

A primeira é sobretudo evitar banhos muito longos, menos de 10 minutos e preferencialmente que se utilize água menos quente, com a temperatura o mais próximo do ambiente possível. Após o banho, o ideal é que se hidrate a pele com algum creme ou óleo corporal.

Uma boa dica também é utilizar sempre o filtro solar quando estiver fora de casa, além de não ficar com a pele muito tempo exposta no sol forte.

Hidratação caseira para o corpo

Queratose pilar

De acordo com especialistas a hidratação é uma ótima aliada contra a queratose pilar, resolvemos deixar como dica para você uma receita fácil de um hidratante corporal de coco, aveia e leite.

Ingredientes – 01 xícara de coco ralado; 01 colher de farelo de aveia e 01 copo de leite morno.

Preparo – bata tudo no liquidificador até virar um creme bem uniforme. Por ser uma receita que utiliza leite o ideal é prepara-la minutos antes de utilizar, além de não poder ser armazenada.

Modo de usar – aplique o creme na pele ou nas áreas mais secas e com a presença do problema de pele. Aguarde por 15 minutos e depois enxágue, de preferência com água morna.

O uso regular do hidratante consiste em um excelente método para prevenção do aparecimento de novos focos de queratose. O melhor é que o hidratante ensinado aqui é totalmente natural e livre de componentes químicos.

Dados e informações complementares

Queratose pilar

Embora cause uma aparência bem desagradável na pele de quem sofre com o problema, a queratose não indica qualquer tipo de manifestação mais grave. Em contrapartida consiste em um problema dermatológico bem comum.

Cerca de mais de dois milhões de pessoas acabam acometidas com a ceratose em diferentes níveis e regiões do corpo. O problema da ceratose é considerado um problema crônico que pode durar anos ou mesmo a vida toda do indivíduo. Normalmente os tratamentos são leves e envolvem a melhora estética do quadro.

O quadro da ceratose é identificado pela própria pessoa que a possui. O acúmulo de queratina no entorno dos folículos dão um aspecto rugoso na pele, o que faz com que a pele se assemelhe a chamada pele de galinha.

Felizmente o tratamento e igualmente as medidas de prevenção são simples e resultam na melhora geral da pele em cerca de trinta dias. Ou seja, de qualquer maneira, sem tratamento específico mas cuidando quanto as medidas de prevenção é possível obter uma melhora do quadro. Ao passo que evita o seu reaparecimento.

Se você sofre com a queratose acima de tudo evite o uso de roupas apertadas. E desde já invista sobretudo no consumo de alimentos ricos em vitamina A.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Queratose pilar: você sabe o que é?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: