Dor desviada: o que é, por que acontece e o que fazer?

  • Você sabe o que é dor desviada?
  • Conheça as causas da dor desviada e veja como evitá-la
  • Dor desviada pode levar a cãibra do diafragma

Se você costuma correr, seja de maneira amadora, ou até mesmo levando a prática um pouco mais a sério certamente já deve ter se deparado com a dor desviada. Hoje queremos explicar porque ela acontece e o que de fato a envolve. Se você corre ou prática algum outro exercício de velocidade e sente aquela dor forte na lateral da barriga então você sabe na prática o que vem a ser a dor desviada.

Leia mais

Dicas de como prevenir acidentes com crianças

Conheça os benefícios do açafrão da terra para sua saúde

Você chutaria arriscar por quê essa dor ocorre? Já adiantamos que o motivo pelo qual a mesma se manifesta, ou melhor, os dois motivos que a levam a aparecer estão diretamente relacionados com o início da corrida.

Dor desviada: causas

dor desviada

Há duas causas para a dor desviada. São elas a exaustão do indivíduo e a respiração inadequada. Isso mesmo, se você tem a respiração inadequada sentirá a dor antes mesmo de efetivamente começar a prática esportiva.

A dor desviada por exaustão é manifesta quando o exercício proposto leva o indivíduo para além do seu limite. Comumente ocorre com pessoas que estão deixando o sedentarismo uma vez que tendem a se cansar com mais facilidade e atingem o seu limite mais rapidamente.

Sabemos que muitas vezes a vontade de bater um desafio pessoal acaba sendo muito grande, mas o seu corpo precisa de um tempo para poder responder adequadamente a esse estímulo. De modo simplificado o que acontece é um desequilíbrio entre o trabalho que está sendo realizado pelos músculos e igualmente pela respiração.

O diafragma que fica localizado na cavidade abdominal sofre pequenos espasmos quando a sua respiração fica em descompasso com o esforço que você está realizando. Ai temos o quadro de dor que você comumente conhece.

Você deve estar se perguntando nesse momento o que fazer, não é mesmo? Quando a dor aparece, isso significa que você foi com muita sede ao pote, como dizem. O ideal é parar o exercício e esperar que a dor passe. A manifestação da dor indica que os limites físicos do seu corpo foram ultrapassados.

Dor desviada por respiração errada

dor desviada

A dor desviada também pode ocorrer por respiração incorreta. Nesse caso você nem mesmo precisa estar exausto. Mesmo que você evolua gradativamente na prática do exercício escolhido e respeite os limites do seu corpo, você pode sofrer com a dor desviada. Não se engane, ela surpreende até mesmo os mais preparados e prontos para o exercício.

Então sim, mesmo respeitando todos os limites físicos do seu corpo a dor pode acabar aparecendo. Nesse caso você está respirando de maneira superficial, ou seja, fazendo o seu diafragma trabalhar muito rapidamente.

Essa movimentação exacerbadamente rápida que você está demandando do diafragma de contrair e descontrair pode causas espasmos em qualquer músculo. O pior é que tal atitude pode levar até mesmo a cãibra do mesmo.

A melhor maneira de evitar a dor e o super estímulo do diafragma é por meio da consciência sobre a sua respiração. Tente manter a sua respiração em consonância com a movimentação que você está fazendo. Ou seja, com o estímulo físico realizado.

No sentido de evitar a dor desviada, o aquecimento auxilia sistematicamente. Por isso, por mais rápido que você queira começar ou acabar o treino, não pule o aquecimento. Ele é sobretudo fundamental para preparar o seu corpo para o exercício que se seguirá.

Quando a dor ocorrer, a melhor maneira de fazê-la passar é parar o exercício e respirar fundo. Em pé busque respirar fundo. Tente equilibrar novamente a sua respiração principalmente sem estufar o peito.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Dor desviada: o que é, por que acontece e o que fazer?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: