Baixar a glicose com dicas simples é possível

  • Problemas com a glicose e a diabetes
  • Riscos para o desenvolvimento da diabetes tipo 2
  • Como baixar a glicose naturalmente

A alimentação é uma peça chave para termos uma vida saudável, e isso não está relacionado apenas quando se fala em beleza. É através da comida que ingerimos e suprimos todas as necessidades naturais do nosso organismo, como a de vitaminas e a da glicose.

Leia mais

Malefícios do óleo de rícino: mito ou verdade?

Pare de perder tempo: dicas de organização

Porém, existem pessoas que não possuem todos os mecanismos do organismo para absorver certas substâncias presente nos alimentos, como é o caso dos diabéticos.

O aumento do açúcar no sangue nestas pessoas, chamado de glicemia, é o que causa o desenvolvimento de doenças relacionadas ao coração, rins, olhos e até de má circulação de sangue, que em casos mais graves podem levar à amputação de membros.

Muitas pessoas podem desenvolver a diabetes, que são os chamados de pré-diabéticos, e não sabem disso. Esta falta de conhecimento pode resultar em problemas como o desenvolvimento da diabetes tipo 2, que é a mais comum entre as pessoas.

A diabetes tipo 2 surge naqueles que têm uma pré-disposição genética para a mesma, além de situações de risco como sobrepeso, sedentarismo e o consumo em excesso de açúcar, gorduras, carboidratos e até mesmo o sal.

Por isso, manter uma alimentação saudável é extremamente importante, e no caso das pessoas que são conscientes do risco, podem adotar alguns cuidados para manter os níveis de glicose do seu organismo dentro do esperado.

Alto nível de açúcar

Existem alguns sinais no organismo que apontam para o aumento excessivo de açúcar no sangue. Sonolência, aumento excessivo da sede e da vontade de urinar, formigamentos principalmente nas mãos e pés, entre outros sintomas, podem indicar altos índices de glicose.

Se uma pessoa desconfia que tenha a pré-disposição para o desenvolvimento da diabetes, a primeira coisa que deve fazer é procurar sobretudo a ajuda de um médico especialista. Isso, pois somente ele pode diagnosticar e passar um tratamento adequado.

Exercícios físicos podem ajudar a baixar a glicose 

baixar a glicose

Antes de falar sobre a alimentação, é válido destacar o grande papel que os exercícios físicos possuem nestes casos.

Ao praticar um esporte como futebol, natação, caminhada, corrida ou até mesmo a musculação, você estará utilizando a glicose presente no corpo como fonte de energia. Isso fará com que haja assim o gasto de seu acúmulo.

Substitua os doces por frutas

Quem nunca teve um ataque de ansiedade e devorou, em um piscar de olhos, uma barra inteira de chocolate? Esta provavelmente foi uma situação muito comum nos últimos meses, principalmente por estarmos em meio a uma pandemia.

Quando aquela necessidade de ingerir algo doce aparecer, opte pela ingestão de frutas sobretudo no lugar de industrializados.

Desta maneira, além de estar consumindo vários nutrientes para seu corpo, você estará ingerindo a frutose. A frutose consiste em um tipo de açúcar que precisa passar por um processo até que vire a glicose. Esse processo diminui sobretudo os riscos de picos glicêmicos.

Fibras

A inclusão de fibras na alimentação é algo que deve fazer parte da rotina de todas as pessoas. Isso principalmente para os pré-diabéticos. Eles auxiliam na redução da velocidade de digestão da glicose e outros nutrientes. Isso por consequência também diminui os índices glicêmicos.

Além disso, a ingestão de alimentos ricos em fibra aumenta a sensação de saciedade, o que colabora para a ingestão de quantias menores de alimentos para saciar a fome.

Pequenas refeições no dia atuam para baixar a glicose

baixar a glicose

Dividir a refeição em várias por dia também diminui possíveis picos de açúcar que seu organismo possa ter. Além disso, ao regrar o dia com pequenos lanches auxilia no controle da ansiedade. O controle da ansiedade diminui aquela vontade de comer “porcarias” durante o dia.

Cuidado com vícios pode ajudar a baixar a glicose

baixar a glicose

Isto pode parecer um discurso do passado. Mas evitar manter ou desenvolver vícios é essencial para ter o organismo em dia. Isso vale sobretudo quando falamos sobre saúde.

Fumar, beber, tomar remédios sem prescrição médica, entre outras atitudes podem prejudicar o funcionamento de órgãos. O resultado disso é o desequilíbrio na produção de vitaminas, enzimas e outras substâncias essenciais para o corpo.

Se tudo não estiver funcionando de acordo com o esperado, uma pessoa que tem pré-disposição de desenvolver diabetes corre sérios riscos. Isso principalmente por ser uma doença que ocasiona o aparecimento de outros males.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: