Veja problemas de saúde que o ato sexual pode desencadear

  • O sexo pode fazer mal a saúde
  • Problemas desencadeados pelo ato sexual
  • Derrames e infartos não são raros

Quando pensamos em sexo e no ato sexual e si, temos quase sempre boas lembranças. O ato sexual em si é considerado inclusive um exercício que traz inúmeros benefícios para o nosso organismo e em diferentes aspectos. São benefícios em nossa autoestima, bem-estar, e até mesmo o fortalecimento do sistema imunológico, por incrível que possa parecer.

Leia mais

Artrite e artrose: diferenças e tratamentos indicados

Box do banheiro: cuidados para evitar acidentes

Mas o que pouca gente sabe é que o sexo pode provocar problemas de saúde. São problemas de saúde consideráveis, alguns de rápido tratamento, apenas alguns dias, e outros com tratamento que demanda meses.

Para que o sexo possa vir a ser algo que traz de fato benefícios para os seus praticantes se faz necessário que  cuidados sejam adotados e igualmente feito com limites. Ao contrário disso você está susceptível a diversos problemas de saúde que o ato sexual pode desencadear.

O ato sexual pode propiciar contaminação por IST

Anteriormente chamadas de Doenças Sexualmente Transmissíveis, hoje estão denominadas de Infecções Sexualmente Transmissíveis. O método de transmissão acaba sendo justamente o ato sexual. É o principal problema de saúde que o sexo pode acarretar e o risco de transmissão acaba sendo elevado mesmo quando o parceiro é único.

Algumas das condições transmissíveis durante o sexo podem estar no organismo do parceiro sem que ele saiba há muitos anos. Dentre as principais condições estão a AIDS, sífilis, HPV, gonorreia e clamídia, por exemplo. Para todas existe tratamento, mas infelizmente não acabam sendo todas que apresentam condições de cura. Dessa forma o tratamento precisa ser mantido pelo resto da vida.

Derrames e ataque cardíaco

ato sexual

Por incrível que pareça ambas ocorrências não são raras de ocorrer, pelo contrário. São mais comuns em homens e para tanto os acometidos devem apresentar predisposição para tais manifestações propiciadas sobretudo pelo estilo de vida sedentário.

Ou seja, são ocorrências que podem acabar ocorrendo durante o ato sexual mais comumente em homens (e também em mulheres, em menor proporção) com predisposição. A predisposição advém do estilo de vida sedentário.

As justificativas para tanto são que a pressão sanguínea e a frequência dos batimentos cardíacos sobem sistematicamente durante o sexo exigindo demais do coração.

Lesões internas por brinquedos eróticos são comuns durante o ato sexual

ato sexual

Essa acaba sendo mais possível de imaginarmos quando vemos a diversidade do mercado erótico e de suas criações. Vale destacar que em suma, todos os brinquedos e aparatos sexuais comprados especialmente para esse fim, em lojas especializadas são seguros, quando usados adequadamente. O problema começa quando o uso não acaba sendo devidamente seguido como recomendado pelo fabricante.

Além disso, há ocorrências em que o indivíduo realizou a introdução de instrumentos não próprios para tais fins. Nesse caso as chances de acidentes envolvendo lesões são muito maiores bem como as chances do objeto escapar e ficar preso no interior.

Para ocorrências assim é necessário intervenção médica imediata para evitar infecção, inflamação ou qualquer tipo de agravamento do quadro.

Fratura do pênis durante o ato sexual

ato sexual

Essa não é uma ocorrência relativamente comum, mas que pode ocorrer e acaba preocupando muitos homens. Normalmente a fratura envolve a dobra do órgão sexual e muitos sintomas desagradáveis correlacionados.

A fratura do pênis ocorre comumente quando o pênis em ereção se choca contra o quadril do parceiro ou parceira. Após esse choque ele acaba sendo dobrado ao meio. Essa dobra leva a quebra dos corpos cavernosos locais e é possível ouvir um estalo no momento.

Assim que a fratura ocorrer deve-se buscar atendimento médico com certa urgência para evitar complicações.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 3

Veja problemas de saúde que o ato sexual pode desencadear

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: