Falta de vitamina D: causas, consequências e o que fazer

  • O que causa falta de vitamina D?
  • Sintomas de carência da vitamina
  • Como identificar e o que fazer?

As vitaminas e minerais de modo geral são principalmente os responsáveis por manter a nossa saúde em dia. São eles (as vitaminas e minerais) que nos dão o status de saudáveis, ou não. Hoje queremos conversar com você sobre a falta de vitamina D. Quais as causas, consequências e claro, como reverter o quadro.

Leia mais

Amigos imaginários: quando se preocupar

Alimentos que não podem ir ao microondas

Infelizmente apesar de ser uma vitamina que pode ser obtida naturalmente através da luz solar, a falta de vitamina D é muito comum. Ela afeta atualmente em média cerca de dois milhões de brasileiros.

A sua falta pode acabar sendo identificada por meio de um exame de sangue simples. Ou ainda por meio da saliva do indivíduo.

Dentre os principais fatores que causam ou podem causar a falta dessa vitamina está a baixa exposição solar, muito comum atualmente, baixa ingestão de alimentos ricos em vitamina D.

Outros fatores que podem igualmente contribuir para a baixa de vitamina D acaba sendo a idade (pessoas com mais de cinquenta anos podem ter baixos níveis de vitamina D) peles mais pigmentadas e pessoas residentes em áreas muito frias onde a possibilidade de exposição ao sol acaba sendo naturalmente reduzida.

Apesar de ser muito importante, a falta de vitamina D inicialmente não apresenta muitos sintomas para quem possui uma eventual carência. Todavia, com o tempo a situação pode se agravar e sintomas adversos podem se manifestar.

Falta de vitamina D: sintomas característicos

falta de vitamina D

Se você nota a manifestação de alguns desses sintomas se faz necessário a realização de um exame para confirmar se há realmente a baixa de vitamina D.

Dentre os sintomas mais corriqueiros para sua baixa temos o enfraquecimento ósseo, que pode favorecer uma possível quebra dos ossos sobretudo da coluna e do quadril e atraso no crescimento das crianças, arqueamento das pernas nos pequenos. Além destes sintomas outros também são bem característicos.

Dor nos ossos, dor nos músculos, fraqueza e mal-estar também estão principalmente associados a deficiência de vitamina D.

Uma das formas de evitar a falta de vitamina D de maneira natural acaba sendo principalmente através da exposição a luz solar. Para pessoas com a pele clara, a exposição por pelo menos vinte minutos pela manhã acaba sendo o ideal. Para pessoas com a pele mais escura, a exposição deve ser maior. Pessoas com a pele mais pigmentada precisam ficar expostas à luz solar por pelo menos uma hora pela manhã sem protetor solar.

Com saber se tenho carência de vitamina D?

falta de vitamina D

Se você apresenta alguns dos sintomas acima, ou desconfia que possui a falta de vitamina D, a melhor maneira de confirmar isso acaba sendo através do exame de sangue. O exame mede quantos ng por ml de sangue o indivíduo apresenta. Nesse sentido podemos estabelecer se a deficiência é leve, moderada ou grave.

Com resultado abaixo de 20ng/ml indica a manifestação de uma deficiência grave de vitamina D. A partir de 21ng/ml temos uma deficiência moderada e a partir de 30ng/ml níveis normais da vitamina.

Ao identificar que o indivíduo apresenta carência de vitamina D, a depender do nível, o médico pode indicar alternativas. Ela objetivam principalmente a correção do quadro. Em alguns casos a maior exposição ao sol pode acabar sendo suficiente sobretudo em casos de deficiência leve. Em outros se faz necessário o uso de suplementos que reforçam os níveis presentes na corrente sanguínea.

De qualquer maneira somente um médico pode determinar quais as melhores alternativas. E isso depende sobretudo da gravidade da carência apresentada.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 1

Falta de vitamina D: causas, consequências e o que fazer

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: