Mito ou verdade? Precisamos beber 2l de água diariamente?

  • Mito ou verdade: precisamos de dois litros de água?
  • A cerveja tem alto poder de hidratação
  • Chás são líquidos que podem ser inseridos na rotina

Sabemos que a água é essencial para a vida humana e que devemos ingeri-la diariamente para a manutenção saudável do nosso organismo. Mas quanto devemos ingerir? Costumeiramente ouvimos que dois litros é o indicado. Mas isso é mito ou verdade? Vamos esclarecer isso no post de hoje.

Leia mais

Mitos populares sobre alimentação que você acredita

Atitudes simples para amenizar os efeitos da sua TPM

Mito ou verdade: Precisamos de dois litros de água diariamente?

“Bebeu água?” ou ainda “beba água” são expressões que já podemos considerar como jargões que ganharam destaque nos últimos anos. Virou meme, piada pronta na internet e hit de Carnaval. Afinal, bebeu água?

É um dos conselhos de saúde mais conhecidos e de acordo com muitos profissionais a indicação de consumo é de dois litros de água por dia. Dois litros ou oito copos diariamente. Mas será que esta indicação que ouvimos a exaustão está assim tão cerca? Será que devemos beber diariamente cerca de dois litros de água?

De acordo com estudos recentes elaborados por um pesquisador escocês, Stuart Galloway não precisaríamos de dois litros de água diariamente e isso seria um mito. Para o estudioso, em entrevista para o jornal The Guardian, nós temos um sistema chamado de homeostático. Por meio deste sistema, nosso corpo consegue identificar quando a sede aparece e desta forma, quando precisamos de água. Não sendo necessário bebermos sem estarmos com sede, apenas para atingir uma determinada meta.

Ainda de acordo com o profissional, quando ingerimos água quando sentimos sede, estamos atendendo as necessidades fisiológicas do nosso corpo. Ele ainda ressalta que mesmo que a sensação de sede se manifeste apenas após a perda de líquido não é algo ruim e que após a sua manifestação a ingestão de água deve ser feita.

Mito ou verdade: a habilidade de sentir sede

mito ou verdade

Claro que para que possamos ingerir água adequadamente, precisamos ter uma percepção substancialmente assertiva de nossa sede. Vale ressaltar que determinados comportamentos e características pode acabar alterando a percepção de sede. Crianças e idosos são os grupos mais afetados pelas alterações na sensação de sede e necessidade de ingestão de água. Pessoas que naturalmente consomem alimentos muito doces, salgados ou excessivamente temperados também podem acabar sofrendo com alterações na percepção de sede. Por conta disso, segundo Galloway, existe a recomendação de bebermos água mesmo sem sede.

Outro fator que leva a recomendação do consumo mesmo sem sentirmos sede é o consumo de alimentos industrializados. Alimentos industrializados são ricos em sódio. O sódio propicia a retenção de líquido que favorece o consumo de água, igualmente sem sede.

Curiosidades e informações úteis

mito ou verdade

Um estudo foi realizado em 2016 com o objetivo de identificar o poder de hidratação das mais diversas bebidas. O resultado foi impressionante. Segundo os realizadores do estudo, um litro de cerveja tem o mesmo poder de hidratação que um litro de água. Outra grande descoberta foi que apesar de ser uma bebida diurética, o café tem um poder de hidratação considerável.

Apesar dos resultados obtidos os pesquisadores destacam que não devemos abusar de nenhuma substância que não a própria água. Isso porque embora alguns compostos tenham poder de hidratação, também apresentam outros ingredientes em sua composição e inclusive calorias. Tudo isso somado pode acabar gerando efeitos mais prejudiciais do que propriamente benéficos.

Uma opção interessante de líquido que pode ser consumido tanto quanto a água é o chá. Todavia, neste caso, é fundamental que ele seja natural (nada de chás de caixinha ou latinha), sem açúcar ou adoçante.

 

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 3

Mito ou verdade? Precisamos beber 2l de água diariamente?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: