Adoçantes: veja porque você deveria evitar consumi-los

  • Os adoçantes podem trazer sérios problemas a saúde
  • São compostos químicos contra-indicados para pessoas hipertensas
  • Opções para você

Os adoçantes são quase sempre vistos como aliados da boa saúde, do emagrecimento saudável e também da boa forma. A questão é que estes compostos não são benéficos para o nosso corpo, podendo inclusive gerar sérios problemas de saúde a longo prazo. Além disso, podem atrapalhar no processo de emagrecimento e levar a compulsão alimentar.

Leia mais

Pés: Você tem dado a eles a atenção que merecem?

Sede excessiva pode indicar problema de saúde

Hoje falaremos sobre o porque você deveria evitar consumir adoçantes e quais são as alternativas para o seu uso.

Adoçantes podem desencadear a compulsão alimentar

O consumo de adoçante altera o funcionamento do hipotálamo que é a central de fome localizada em nosso cérebro. Funciona mais o menos da seguinte forma: nosso corpo entende que a energia que precisamos vem do açúcar que consumimos. Os adoçantes não são fontes de açúcares, são compostos químicos formados por edulcorantes que dão a sensação de algo doce. Quando o consumimos damos ao nosso corpo uma ideia de que estamos consumido fontes de açúcar. Como o nosso organismo não reconhece esse produto químico como uma fonte legítima há a agitação dos chamados neuropeptídeos que podem levar o indivíduo a compulsão alimentar com o aumento da sensação de fome.

Este é apenas um dos motivos pelos quais você deveria evitar consumir adoçantes.

Excesso de sódio em sua composição e outros problemas de saúde

Adoçantes

Os adoçantes mais populares do mercado apresentam altas dosagens de sódio que como sabemos é extremamente prejudicial para o nosso organismo. Além disso, justamente pela alta taxa de sódio, é um composto contra-indicado para mulheres e homens com problemas de retenção de líquidos assim como para pessoas hipertensas.

Mas se você acha que estes são os únicos males do consumo de adoçantes, você está redondamente enganada. Os adoçantes de sacarina e aspartame, muito conhecidos por serem sintéticos, estão associados ao desenvolvimento e/ou aparecimento de algumas doenças. Dentre elas, podemos citar, náuseas, taquicardia, agravamento de doenças como diabetes e desordens neurológicas, assim como ganho de peso, compulsão alimentar, irritabilidade e até mesmo câncer, principalmente de bexiga e pâncreas. O que mais nos preocupa, entretanto, é que mesmo que evitemos o consumo destes alimentos eles podem estar facilmente presente em sucos e outros industrializados semelhantes.

O que pode ser feito?

Adoçantes

Os especialistas recomendam que o consumo dos adoçantes não deve ser feito de maneira regular, ou seja, não há mal algum se você optar pelo consumo do adoçante às vezes, de maneira esporádica. O consumo excessivo é o grande vilão.

Apesar de haver no mercado opções que se mostrem mais saudáveis que as que acabamos comentando aqui, como o stevia, por exemplo, não há comprovações realmente categóricas quanto a sua eficácia positiva para nossa saúde. Desta forma, estes profissionais recomendam que seja feito a busca por alternativas naturais, como o mel, que pode ser um bom aliado na hora de diminuirmos o consumo de açúcar.

A classe de médicos e especialistas são categóricos em indicar que optemos sempre que possível por alimentos mais naturais, evitando os industrializados. Tanto é que, usados com moderação, muitos especialistas indicam o uso do mel ou mesmo do açúcar mascavo, ou demerara.

Outras opções para evitar os adoçantes

Adoçantes

Uma opção também mais natural que pode ser usada por aqueles que não querem ceder ao consumo do açúcar, ainda que o mascavo ou o demerara, é o xilitol ou o maltitol. Ambos são opções mais naturais do que os adoçantes industrializados que conhecemos. Embora não sejam ainda as opções naturais que comentamos anteriormente são os mais próximos disso.

A recomendação, todavia, é a mesma, devem ser consumidos com moderação para que seus benefícios não sejam perdidos em altas doses.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: