Sede excessiva pode indicar problema de saúde

  • Você tem sentido sede excessiva? Atenção
  • Causas mais comuns para o excesso de sede
  • Conclusões e o que você deve fazer

Você tem reparado que nos últimos dias, ou semanas tem ingerido mais água do que o normal? O que seria um bom sinal para a manutenção saudável do nosso organismo pode indicar a presença de um problema. Veja o que pode estar causando a sua sede excessiva

Leia mais

Benefícios comprovados do alho para a sua saúde

Labilidade emocional: saiba o que é, como diagnosticar e tratar

Sede excessiva pode indicar problemas de saúde

Sede excessiva

A sede excessiva é cientificamente denominada assim de polidipsia e felizmente na maioria dos casos costuma ser resultado de condições simples como o excesso de sal presente na comida ou por exercício físico de alta intensidade.

Entretanto, em alguns casos, a sede excessiva pode indicar a presença de uma doença que pode ser controlada e/ou tratada definitivamente a depender de sua natureza clínica.

Por isso além da sede excessiva se atente para o surgimento de outros sintomas como, por exemplo cansaço, dor de cabeça, diarreia e vômito.

Abaixo listamos as principais causas que podem estar gerando a polidipsia e o que você pode fazer.

Comida com grande concentração de sal pode desencadear sede excessiva

Quando ingerimos uma grande concentração de sal, neste caso, por meio da alimentação, o nosso organismo responde. Essa resposta a ingestão descontrolada de sal é a sede excessiva como uma forma de levar o indivíduo a uma maior ingestão que facilitará a eliminação deste composto.

A dica neste caso é evitar alimentos ricos em sal, não apenas pela questão sede, mas o excesso de sal é um tremendo vilão para a boa saúde, podendo ser um fator que contribui para o surgimento de outras patologias como a hipertensão.

A prática excessiva de exercícios físicos

Quando estamos treinando há uma significativa perda de líquido através do suor. Para recompensar essa perda o organismo emite mensagens de alerta para a sede.

Uma forma de evitar que isso aconteça durante a prática de qualquer atividade física é investir na hidratação tanto durante quanto após o treinamento. Se você preferir e puder, também pode ingerir bebidas isotônicas que além de repor os líquidos perdidos ainda repõe sais mineiras que foram perdidos, sendo uma excelente opção.

Sede excessiva pode indicar diabetes

Sede excessiva

Infelizmente, a sede excessiva é um dos primeiros sintomas a se manifestarem em uma pessoa com diabetes. Neste caso o indivíduo tem dificuldades de produzir insulina. A insulina, é responsável por transportar o açúcar presente no sangue para o interior das células. Sem insulina suficiente o açúcar acaba sendo eliminado pela urina, o que aumenta a necessidade de ingestão de líquidos.

No caso do diabetes é preciso estar atento quanto a outros sintomas que podem se manifestar, dentre eles fome, boca seca, cansaço e idas mais frequentes ao banheiro.

Com a existência destes sintomas é necessário procurar um médico para que um diagnóstico clínico possa ser dado no caso da diabetes. Quanto mais cedo for diagnosticada melhor será a resposta ao tratamento e consequentemente a vida de ser portador.

Somente um médico poderá identificar se o quadro corresponde a diabetes e qual o tipo para aí então prescrever o tratamento.

O uso de determinados medicamentos pode gerar sede excessiva

Sede excessiva

O uso de alguns medicamentos em especial os antipsicóticos possuem como efeito colateral justamente a sede excessiva. Neste caso a recomendação é que o paciente que realiza o tratamento com estes medicamentos, faça a ingestão de água diariamente ao longo de todo o dia para evitar a sensação de sede. Se mesmo assim você se sentir desconfortável, o mais indicado é buscar orientação com o seu médico para que o mesmo possa prescrever um outro medicamento ou algo que possa ser feito para contornar a situação.

Conclusão

De modo geral a sede excessiva não é entretanto sinal de que algo não vai bem em seu organismo, mas na maioria das vezes é resultado de práticas externas, como podemos ver, por exemplo, a alimentação rica em sal, a prática de atividades físicas e correlatos. Entretanto, em alguns casos, quando a sede excessiva vem acompanhada de outros sintomas como dores de cabeça, cansaço e indisposição pode indicar alguns problemas em seu organismo, desta maneira, recomendamos que você procure um médico caso identifique outros sintomas atrelados a sede excessiva. Somente ele poderá dar um diagnóstico preciso quanto a sua causa.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: