Transplante de fezes: Conheça o procedimento

  • Transplante de fezes? Isso é possível?
  • Como o procedimento é feito?
  • Tudo o que você precisa saber

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre a importância da doação de órgãos. O transplante pode ser a segunda chance de alguém. O transplante pode ser uma forma de prolongar a vida, minimizar a dor e o sofrimento de pacientes acometidos com algum tipo de problema. Mas você já ouviu falar de transplante de fezes?

Leia mais

Tênis de corrida: tudo o que você precisa saber para escolher

Conheça algumas parassonias e as formas de tratamento

Hoje falaremos sobre essa nova e curiosa técnica que tem se mostrado promissora para alguns pacientes.

Entenda o transplante de fezes ou FMT

transplante de fezes

O transplante de fezes também denominado de FMT tem se tornando comum. Principalmente para os casos em que o indivíduo apresenta infecção estomacal com resistência a antibióticos bem como pacientes que precisam restaurar a flora intestinal.

De acordo com os estudiosos que estão diretamente ligados com estas pesquisas o transplante de fezes, ou matéria fecal pode ser futuramente a cura para algumas doenças como o câncer e também o Alzheimer.

Atualmente o transplante vem sendo utilizado para aqueles pacientes que possuem a bactéria Clostridium Difficile, ou apenas C. diff. Esta bactéria é responsável pelo surgimento de sintomas indesejáveis como por exemplo, náuseas, diarreia dentre outros. Com o tratamento medicamentoso é possível vencer esta bactéria, mas é possível que ela retorne se tornando resistente ao tratamento por meio de antibióticos. É neste momento que o transplante de fezes pode ser cogitado. Isso porque o mesmo permite que órgãos que já não respondem mais aos medicamentos que recebe passe a reagir.

Como o transplante de fezes é feito?

transplante de fezes

Certamente você deve estar se perguntando como o transplante de fezes é feito. Bom, não há segredo algum em relação ao seu procedimento. O paciente é sedado e recebe remédio contra diarreia. O processo é similar a colonoscopia e com o tubo que leva ao intestino grosso o paciente recebe uma injeção de amostra da matéria fecal de um individuo saudável.

Com o remédio contra a diarreia é esperado que o indivíduo consiga reter as bactérias boas da flora intestinal do indivíduo saudável favorecendo com que as mesmas se proliferem e recuperem a flora danificada.

O procedimento no Brasil

transplante de fezes

Em nosso país a primeira vez que procedimento de transplante de fezes foi realizado foi em 2014 no Hospital das Clínicas Albert Einstein. Três anos após a realização do primeiro transplante, a Universidade Federal de Minas Gerais por meio do Hospital das Clínicas criou um tipo de Centro de Transplante que atualmente é mantido por doadores. Cerca de quatro doadores mantêm o chamado Centro de Transplante de microbiota fecal.

Atualmente é possível fazer o procedimento pelo Sistema Único de Saúde e também por meio de convênios particulares, mas ainda não e possível traçar o valor estimado pelo tratamento.

Apesar de se mostrar promissor até mesmo para o tratamento do diabetes e de outras patologias neurológicas, os estudos são preliminares e como tal precisam de mais pesquisas e experimentos.

Vale destacar que embora seja promissor e apresente-se como uma opção de tratamento viável para uma série de problemas, vale destacar que não há consenso médico quanto a sua realização.

Cuidados com o doador

Antes que você pense que basta apenas que o doador coloque suas fezes em um recipiente apropriado e espere que o recebedor realize o procedimento vamos explicar um pouco mais sobre os preparativos. Antes que seja feita a recolha das fezes é necessário que o doador passe por uma série de exames para constatar que o mesmo não sofre com nenhuma doença como Malária e HIV. Após a recolha da matéria fecal, é feita a mistura com soro fisiológico e a filtragem.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 4

Transplante de fezes: Conheça o procedimento

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *