Como ajudar as crianças com sentimentos complexos?

  • Explicando sentimentos complexos
  • Alegria e euforia
  • Entendendo a ansiedade

Nós como pessoas adultas, muitas vezes temos dificuldade em entender e expressar exatamente o que estamos sentindo. Um emaranhando de sentimentos complexos e confusos. Sentimentos que pairam as nossas cabeças. Medo, irritação, ansiedade, frustração, alegria, tristeza e tantos outros.

Leia mais

Suor noturno: conheça o problema

Como controlar a terrível vontade de comer doces?

São tantos sentimentos que às vezes é difícil expressar a magnitude do que estamos sentido. Ainda mais dentro de um rótulo sobre o que vem a ser um determinado sentimento. Se para nós que somos adultos e por via de regra emocionalmente mais desenvolvidos já é difícil, imagina para uma criança?

Assim como nós os pequenos também apresentam sentimentos complexos que muitas vezes não conseguem explicá-los. Essa sensação de confusão é comum na primeira infância e as crianças apresentam dificuldades para identificar e expressar sentimentos que fogem dos corriqueiros os quais estão acostumadas. E sobre os quais já sabem bem ou quase bem como lidar. Mas não se preocupe, não há nada de errado nessa confusão. Para falar a verdade ela é até mesmo esperada e totalmente normal.

A fase dos porquês e os sentimentos complexos

sentimentos complexos

Se você tem filhos ou já conviveu com crianças com até seis anos sabe que essa é a época em que as crianças querem entender o porque do porquê. O porque de todas as coisas é uma constante nos pequenos e é o período que os especialistas chamam de período da formação da abstração. O que só se conclui com cerca de doze anos. Nesta fase as crianças querem saber o porque de tudo o que acontece a sua volta, sejam fatos aparentemente bobos como outros mais complexos.

Neste momento entra o papel de nós como adultos ajudá-los neste processo. Embora não tenha direta relação com a interpretação dos sentimentos que possuem essa época do porque é marcada como o momento da concretização onde as crianças estabelecem ideias sobre os conceitos e estabelecem relações sobre cada um deles.

Relacione os acontecimentos com os sentimentos que a criança tem

Sentimentos complexos podem ser definidos como ansiedade, euforia, vazio emocional, solidão dentre outros. Introduzir este assunto com as crianças pode não ser uma tarefa fácil. Mas a partir do momento que você utilizar dos personagens e situações sejam elas vivenciadas pelas crianças ou por seus personagens o indicado é que você dê nome aos sentimentos e explique para os pequenos da melhor forma possível o que significa emocionalmente tudo aquilo.

Alegria e o estado de euforia são ótimos exemplos

Uma importante possibilidade de explicar sentimentos complexos para as crianças é por meio do sentimento de euforia versus o sentimento de alegria. Preparar uma atividade especial que a criança goste pode causar-lhe bastante alegria mas essa alegria pode acabar se transformando em euforia. É possível perceber um estado de euforia quando a criança passa a se comportar de maneira extremamente agitada falando alto e andando de um lado para o outro.

Neste momento sente-se com seu filho e lhe explique o que ele está fazendo que se configura como estado de euforia. Assim você o estará ajudando a entender que atitudes e sensações se configuram naquele sentimento complexo.

A ansiedade também pode se configurar como um sentimento complexo para as crianças. E ajudá-las na sua identificação é fundamental. Quando programar algo com a criança e perceber que ela age a falar apenas sobre o programa que vocês farão e passa a ter atitudes copiosas é hora de sentar e conversarem sobre a ansiedade. A ansiedade como bem sabemos é um transtorno surpreendentemente comum em nossa sociedade. Sendo inclusive considerado o mal do século.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Como ajudar as crianças com sentimentos complexos?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: