Psoríase meios de atenuar e conviver com o problema

  • Psoríase: o que vem a ser o problema
  • Como as lesões se manifestam e os seus tipos
  • Dicas de convivência com o quadro

Gostaríamos que abrir esse texto com uma informação extremamente importante sobre a psoríase. Muitos dos portadores da doença que é inflamatória e de fato comum no país, relatam sofrer com isolamento social por conta da doença.

É preciso destacar que a psoríase é uma doença inflamatória não contagiosa. Ou seja, uma pessoa portadora não a transmitirá para outra pessoa. A partir desse ponto podemos começar a trazer informações de como atenuar e conviver com o problema. Mas antes o que vem a ser essa doença tão característica?

Leia mais

Tuberculose: conheça e saiba como tratar a enfermidade

Remédios caseiros que ajudam a eliminar a tosse definitivamente

Psoríase: a doenças das manchas avermelhadas e das pequenas lesões

Como colocado, de fato essa enfermidade se manifesta e é possível ser identificada por meio das lesões que comumente provoca em nossa pele. São lesões avermelhadas e descamativas. Lesões que a depender do quadro pode causar coceira e extrema irritabilidade.

Essa doença é inflamatória, como comentado, de ordem não contagiosa e crônica. Com muitos genes envolvidos no desenvolvimento e manifestação do quadro. Como dito, se manifesta por meio de células que vão se “aglomerando”, por assim dizer, formando placas avermelhadas com cascas que podem gerar coceira.

A doença embora possivelmente não seja muito vista ou comentada apresenta mais de cinco milhões de portadores no Brasil. Tornando-a um tanto quando comum, mas as informações que se tem sobre a enfermidade são extremamente escassas. O que se sabe é que irritações de pele, baixa umidade do ar, além do estresse podem ser considerados fatores desencadeantes ou agravantes em um quadro dessa natureza.

Recomendações para alívio dos sintomas da psoríase

psoríase

A psoríase se divide de acordo com a manifestação da enfermidade no corpo de quem a possui. Por exemplo, há a psoríase postulosa que se manifesta por meio de lesões com pus em todo o corpo, mas com possível maior concentração nas mãos.

Há também a psoríase palmo-plantar que desencadeia um quadro de fissuras, lesões e manchas nas mãos e concomitantemente nos pés. Enfim, há as mais diversas manifestações da doença Entretanto, há cuidados comuns ou genéricos paliativos para conviver melhor com o problema, uma vez que não tem cura.

-Evitar situações estressantes: Dificilmente conseguimos evitar momentos, ou situações de estresse. Mas saber lidar com elas é fundamental. Para tanto é necessário que você invista em algumas atividades desestressantes, por assim dizer. A prática regular de atividades físicas é um excelente exemplo e a prática além de diminuir os níveis de estresse atua sobre a ansiedade.

Outra possível atividade que pode aliviar os níveis de estresse é a meditação. A meditação pode ser facilmente feita sem o uso de absolutamente nada, no silêncio da sua casa.

– Uso de creme hidratante de maneira recorrente: o uso de cremes hidratantes para a pele será algo que acompanhará você que possui psoríase a vida toda. Desta forma não tem como descuidar. Para tanto use e abuse de cremes hidratantes para evitar o excessivo ressecamento da pele. Ressecamento este que pode levar ao surgimento de novas lesões.

-Exposição ao sol: que devemos nos proteger da exposição ao sol por meio de protetor solar isso certamente não é novidade para ninguém. Todavia quem possui psoríase precisa ter ainda mais cuidado com a exposição e evitá-la sempre que possível.

-Álcool não é o seu melhor aliado: como comentado no início deste texto, o consumo de bebidas álcoolicas pode agravar um quadro de psoríase. Desta forma, sempre que possível evite o consumo de bebidas álcoolicas.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Psoríase meios de atenuar e conviver com o problema

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: