Dicas para a depilação íntima não ser um bicho de sete cabeças

Os pelos femininos nunca foram bem vistos. Seja por motivos culturais, estéticos ou sexuais criou-se um um certo repúdio a mulher que por ventura não seja fã da depilação. Mas há inúmeros motivos para não ser fã, afinal a depilação de qualquer área do corpo dói, e dói muito.

Se não seguirmos ainda alguns cuidados antes e depois o processo pode ser ainda mais dolorido e ocasionar infecções e machucados.

Leia mais

O que fazer em casos de violência a pessoa idosa?

Pele oleosa também precisa de hidratação!

Nós hoje vamos te ensinar algumas dicas de como minimizar sofrimento em relação a depilação íntima, explicando os procedimentos necessários de acordo com o modo de depilação que você escolher e ainda dicas gerais para a depilação desta área tão sensível.

O primeiro passo é escolher o meio de depilar preferido ou o qual você está habituado.

Depilação com cera quente

Depilar com cera quente é a opção em que você com certeza “sofrerá” menos. Visto que o calor do produto que a primeira vista pode ser um desmotivador deste meio de depilação, facilita a remoção do pelo sem tanto esforço. Afinal os puxões da cera costumam doer um pouco não é mesmo?

Para realizar o procedimento depilatório por meio da cera sozinha em casa, o recomendado é que você faça uso de alguns procedimentos antes da dita depilação.

O mais importante é que você esfolie a área para remover todo e qualquer tipo de impureza, suor e pele mortas. O indicado é que está esfoliação seja feita até três dias antes do procedimento, não mais que isso.

Apesar da cera quente ser a melhor opção devido ao calor, tome cuidado com a sua temperatura. Uma vez que muito quente pode ocasionar queimaduras na pele. Após o procedimento indicamos que você lave bem a área e aplique uma creme hidratante com propriedades calmantes como camomila ou aloe vera.

Depilar com creme depilatório

depilação

O creme depilatório parece ser o amigo que toda mulher gostaria de ter. Não apresenta os mesmos incomodados da depilação feita com lâmina, falaremos deles mais abaixo. Assim como não apresenta a dor de depilar com cera quente.

Os cuidados contudo são basicamente os mesmos. É importante que você verifique antes de mais nada se o creme em questão pode ser aplicado nas partes íntimas. Caso possa, é importante que você lave bem a área e apare um pouco os pelos para facilitar a ação do creme.

Outra dica é cobrir bem a raiz dos pelos, lavar abundantemente em seguida e usar um bom hidratante. Hidratantes calmantes são também indicados.

Você se depila com lâmina? Cuidado

depilação

A depilação com lâmina não é muito querida quando falamos de depilação íntima. Sendo considerado o meio menos indicado para realização do procedimento.

Uma das reclamações mais comum dizem respeito ao rápido crescimento do pelo após se depilar, a maior possibilidade para o crescimento de pelos encravados, além de aumentar o risco de alergias e cortes na região.

Bom, se ainda assim você não abre mão da lâmina na hora de se depilar algumas dicas podem minimizar os impactos do processo. São eles, lave bem o local antes. Apare os pelos para que não seja necessário repassar a lâmina várias vezes.

Recomendamos que você se depile durante o banho, a água morna pode minimizar os riscos de alergias.

Depois de lavado e aparado, aplique o creme de barbear e espere o tempo de ação recomendado pelo produto. Em seguida passe o aparelho no sentido de crescimentos dos pelos. Lave a cada passada.

Dicas gerais

depilação

Para a depilação com cera é preciso que os pelos apresentem o tamanho certo. Curtos de mais demandarão mais puxões e aplicações de cera quente. Grandes de mais causarão dor excessiva. Busque um equilíbrio.

Se você mulher, se conhece bem, não faça um processo depilatório em um prazo menor do que 10 dias antes do início do seu ciclo menstrual. Pode não parecer mas a depilação nesse período pode doer muito mais.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 3

Dicas para a depilação íntima não ser um bicho de sete cabeças

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: