Como adaptar o seu apartamento em 7 passos

  • Como adaptar um apartamento para cadeirantes;
  • Como fazer um apartamento adaptado;
  • De que forma adaptar um apartamento;
  • O que é necessário para adaptar um apartamento.

Uma das mais cruéis barreiras que pessoas portadoras de necessidades especiais enfrentam na hora de procurar um novo lar é a carência de imóveis que possuam adaptações para quem tanto precisa de um olhar especial e solidário.

9 Coisas Que Podemos Aprender Com Os Japoneses E Suas Casas

Aprenda a blindar sua casa contra a umidade

Quando um cadeirante busca uma nova casa, geralmente enfrenta questões problemáticas, como quando a cadeira não passa nas portas ou o prédio não tem rampas com usabilidade facilitada, seja na entrada, seja no acesso às áreas comuns do edifício.

Isso tudo gera bastante dor de cabeça e revela um lado bastante sombrio da nossa sociedade: a forma com que o preconceito e a discriminação se estendem até mesmo para aquilo de mais íntimo uma pessoa pode ter, que é o seu próprio lar.

Para adaptar, é preciso observar a estrutura do apartamento

Para quem tem a mobilidade reduzida, é muito importante observar a estrutura do imóvel, que precisa ter, no mínimo, 80 cm livres em cada vão de porta. Isso, claro, para cadeiras com estrutura simplificada. Para aquelas que são motorizadas, é preciso ter um pouco mais de atenção.

Se as portas forem de correr, é muito importante observar se não tem trilho no chão par que eles não atrapalhem a passagem. Se for o caso, é muito importante que as roldanas fiquem no alto da porta, para que não haja nenhuma impossibilidade de locomoção.

As áreas de circulação devem sempre ser livres

Para que uma pessoa que utiliza cadeira de rodas poder se movimentar com conforto em um ambiente adaptado, é bem importante que, além do espaço da cadeira em sim, haja espaço também para que ela possa girar em 360º.

E para que haja um espaço de manobra de verdade, é bem importante que não exista bordas de móveis vazando para dentro desses espaço e ter bastante atenção também para tapetes, grandes e pequenos. Eles devem estar sempre colados com velcro no piso.

Tomadas e todos os dispositivos eletrônicos devem estar ao alcance das mãos

Para que as pessoas tenham livre acesso a dispositivos eletrônicos, é muito importante que eles estejam sempre ao alcance das mãos e isso também se relaciona aos interruptores e tomadas, sempre adaptados aos princípios universais de uso – como a tomada de três pinos no Brasil.

E para um apartamento adaptado, as alturas padronizadas são de 40 cm a 1,20 m do piso. E lembre-se que o interfone – que é geralmente instalado na parede – e roteador de internet também fazem parte desses equipamentos que são importantes que fiquem ao alcance das mãos de um cadeirante.

Comandos devem sempre ficar ao alcance das mãos

Já pensou como deve ser complicado estender roupas em um varal quando se é cadeirante ou mesmo como abrir uma cortina pode ser uma tarefa mais complicada do que deveria ser?

É por isso que algumas adaptações são mais do que necessárias, como instalar varais que funcionam com roldanas para subir ou investir em varais de chão e sempre adaptar a altura padronizada dos comandos de uma cortina do tipo persiana.

Assim todo mundo tem acesso facilitado aos controles mais simples do dia a dia.

A cozinha também é um espaço que deve ser observado e adaptado

A bancada em que o fogão e pia serão instalados precisa também observar uma altura confortável para que o cadeirante possa ter uma visão geral de tudo o que há ali em cima na hora de lavar louça e também cozinhar. Essa bancada deve ter, no máximo, 85 cm, partindo de pelo menos 73 cm do piso.

É bem importante também que não haja armários embaixo da pia e do fogão – que deve ser um cooktp – para que a cadeira possa entrar livremente. E para usar o forno, nada melhor do que um elétrico que deve ser instalado separadamente.

Já os demais eletrodomésticos, devem ficar instalados em armários que ficam entre 40 cm e 1,20 m do piso, que podem ser usados no mesmo lugar em que são guardados.

Atenção aos espelhos também faz parte da ideia de adaptar um apartamento

Para que um cadeirante possa se enxergar completamente, é ideal que os espelhos sejam verticais, sempre presos a pelo menos 30 cm do piso.

Já para os espelhos no banheiro, devem ficar bem em cima do lavatório, com uma inclinação de 10 graus para que o portador de necessidades especiais consiga se enxergar com mais facilidade e eficiência.

Um banheiro deve ter atenção especial e ser seguro

Antes de qualquer coisa, um banheiro adaptado precisa ter piso antiderrapante e não pode ter nenhum tipo de desnível.

As maçanetas e os registros também precisam ser do tipo alavancáveis e nas paredes é essencial que hajam barras de aço inoxidável, todas instaladas a pelo menos 75 cm do piso e medindo 80 cm, cada.

A pia deve ter pelo menos uma altura de 80 cm chão e no boxe, uma ducha manual com regulagem de altura e comando de temperatura deve ser fixada a pelo menos 1 m de distância do chão.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 3

Como adaptar o seu apartamento em 7 passos

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: