Pintar os cabelos demais pode causar cirrose química

Esse é o diagnóstico dado a uma chinesa recentemente. Isso mesmo! Embora seja considera uma doença resultante de práticas desregradas, a cirrose foi diagnosticada em uma senhora que tinha o tranquilo e inofensivo hábito de pintar suas madeixas.

A Sra. Chen como foi identificada pela mídia local não queria assumir os cabelos brancos e para isso pintava os cabelos regularmente. Uma periodicidade fora do comum, mas nada que pensasse que ser prejudicial a sua saúde. Não bebia e seus hábitos de vida a manteriam longe de qualquer doença grave. Isso se não fosse à presença de tantos compostos nas tinturas que utilizava.

Sofre com dores de cabeça constantes? Cuidado!

Lembrancinhas de festa infantil fáceis de fazer

Chen começou a pintar os cabelos ainda com 30 anos, a uma década do fatídico diagnóstico. Segundo os dados divulgados pela imprensa, ao subir as escadas para o apartamento onde morava com o marido, Chen sentiu-se extremamente cansada e precisou repousar assim que terminou a andança. Ao ver a mulher ali deitada o marido reparou em seu forte tom amarelado. A chinesa além do tom da pele apresentava os olhos também nesse mesmo tom. Sintomas característicos de quem sofre com cirrose, a icterícia.

Levada ao hospital, Chen e o marido foram surpreendidos com a informação de que se tratava de um quadro de cirrose. Altos níveis de bilirrubina estavam em sua corrente sanguínea. Questionados sobre os hábitos de Chen, para categorizarem a origem da patologia o casal alegou que a mulher era saudável.

Ao descobrirem que a chinesa não fazia consumo de álcool nem nada parecido, os médicos pareceram intrigados. Começaram então a investigar as origens do que poderia ter dado aquela mulher o diagnóstico. Foi constatado com exames clínicos que a patologia de Chen era originada pelo excesso de coloração dada aos seus cabelos. A doença acabou atacando o seu fígado pelo excesso de química absorvida pelo couro cabeludo.

Chen se encontra bem, após o tratamento intensivo realizado durante vinte dias, mas precisa assumir os cabelos brancos de uma vez por todas.

Entenda o que é cirrose!

cirrose

Entenda a doença que Chen foi diagnosticada. Se você é um apreciador assíduo de bebidas alcoólicas esteja atento, as chances de desenvolver um quadro de cirrose são mais elevadas.

A cirrose atinge o fígado e é normalmente resultado do consumo excessivo de álcool. Apesar de ser atribuída a quem faz a ingestão de álcool pode aparecer por conta de doenças que atingem o fígado como a hepatite.

Ainda não temos cura para a doença e ela não pode ser revertida. Os danos causados não permanentes. Sua única forma de tratamento quando em casos graves é o transplante do órgão.

A cirrose como patologia é uma doença crônica difusa do fígado. Caracterizada pela alteração de suas funções básicas/vitais. Um fígado doente transforma suas células em tecido fibroso.

A doença prejudica com isso a estrutura e o trabalho deste importante órgão. O fígado tem em nosso corpo inúmeras funções importante como, por exemplo: produzir bile, manter saudáveis os níveis de gordura, a produção de proteína e a metabolização de colesterol.

Para enfatizar, o fígado doente produz tecidos de recuperação ao invés de células que morrerão naturalmente.

Sintomas

cirrose

No caso de Chen, como normalmente tende a ocorrer, à doença se desenvolveu sem apresentar sintomas alarmantes. A icterícia com certeza é o seu sintoma mais marcante, contudo, o tom amarelado pode demorar a aparecer o que pode atrasar o tratamento da doença.

Podem acompanhar um quadro de cirrose os seguintes sintomas: falta de apetite, coceira por todo o corpo, abdômen e pernas inchadas, vomito com sangue, insuficiência renal, rubor das palmas das mãos, náuseas, fadiga, dor abdominal, perda de cabelo. O rubor na mão costuma ser os primeiros indícios de icterícia.

O diagnóstico da doença

cirrose

Se você bebe, ou até mesmo se não bebe o indicado seria fazer exames de rotina. O clínico geral pode solicitar exame de sangue que medirá o nível de bilirrubina. Níveis elevados desse composto podem indicar doenças no fígado. A partir desse apontamento o clínico te encaminhará para o gastroenterologista. Especialista no tratamento de doenças do aparelho digestivo.

O médico especialista pedirá uma biópsia hepática (pulsão do fígado) para concluir o diagnóstico.

Maneire na pintura do seu cabelo

cirrose

Agora se você não abre mão de cobrir aqueles fiozinhos brancos, não há porque abrir mão de sua vaidade. Segundo especialistas, embora a tintura, ou coloração dos cabelos apresentem altas concentrações de compostos químicos, à coloração esporádica não é prejudicial para a saúde. Exceto para a saúde de seus fios, uma vez que mesmo esporadicamente a coloração dos fios tende a danificá-los e enfraquecê-los.

A coloração esporádica é feita em um período regular de seis meses. Evite retocar as madeixas em períodos menores, pois, além de prejudicar e muito a saúde dos fios pode sobrecarregar o couro cabeludo de toxinas.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: