Como controlar o ciúmes e ter uma relação saudável

  • Ciúmes: quem não o sente?
  • Ser ciumento não é algo que escolhemos
  • Como tratar o seu temperamento ciumento?

Você habitualmente sente ciúmes? Se você não sente nos ensine como isso funciona. Porque o ciúmes é um sentimento totalmente comum a natureza humana. Tanto o ciúmes quanto o amor e o ódio são naturalmente humanos, fazem parte da nossa essência.

Há quem acredite que sentir moderadamente este sentimento seja algo fofo, bonito e represente cuidado com a pessoa amada. Mas é preciso atenção. Ciúmes demasiado pode levar a uma desconfiança desnecessária e um controle sobre a outra pessoa.

Leia mais

Sonhos repetidos o que eles querem nos dizer?

O que é a retenção de líquidos e como acabar com o problema

Este sentimento quando se torna abusivo está diretamente relacionado com o sentimento de posse, do outro ser seu. E qualquer relação exterior possa comprometer o seu relacionamento.

Em alguns casos é possível que o ciúmes esteja atrelado ao medo do abandono. Um exemplo que pode mostrar a você como de fato isso funciona é o caso da relação entre mãe e bebê.

O bebê é emocionalmente e fisicamente dependente da mãe e gera-se aí um medo da perda ou do abandono e consequentemente gera o ciúmes.

Comportamento de uma pessoa ciumenta

ciúmes

É fácil identificar o comportamento de uma pessoa ciumenta. Normalmente tem hábitos de espionagem e controle da outra pessoa. É comum verificar o celular e também as redes sociais procurando supostamente indícios de infidelidade e de traição.

A pessoa ciumenta costuma buscar saber sempre onde a pessoa amada estava e com quem estava.

Embora possa muitas vezes ser tido como uma demonstração de amor vale ressaltar aqui que o ciúmes não é uma demonstração de amor em excesso. Esse controle também não é algo totalmente racional, ou seja a pessoa ciumenta não é assim puramente porque quer.

É fácil identificar um parceiro ciumento. Isso porque as sua atividades são muito características. Além da tentativa de controle que mencionamos anteriormente é possível que o companheiro ciumento tenha desconfianças quando você se propõe a fazer algo diferente ou sozinho. Como por exemplo o futebol com os amigos, o happy hour com o pessoa do trabalho, ou mesmo estudar um fim de semana para uma prova da faculdade.

O que leva ao ciúmes descontrolado?


Não que seja unicamente uma justificativa, mas normalmente o ciúmes pode surgir de uma baixa autoestima. O parceiro ou parceira ciumenta pode ter um sério problema de autoestima e nunca se achar suficiente para o outro. É justamente dai que surge o medo constante de ser trocado. Tanto a baixa autoestima e confiança em ser suficiente para o outro como histórico de abandono podem ser os motivos que levam ao ciúmes.

Como podemos trabalhar o ciúmes?


Se o ciúmes for originado por questões relacionadas a baixa autoestima é fundamental que a mulher ou homem passe por um processo de aceitação.

A nossa autoestima não é algo que se constrói do dia para a noite. É resultado de anos e anos de experiências, de sim e de nãos. Portanto, para que você possa controlar o seu ciúmes originado a partir da insegurança em ser suficiente trabalhar a sua autoestima pode fazer toda a diferença.

Quando vem do histórico de traições: embora tenha doído ser traída em um outro relacionamento isso não quer dizer que isso os seus relacionamentos serão assim. Caso seja no mesmo relacionamento nada assegura que de fato isso voltará a acontecer. A melhor forma de lidar com o ciúmes e a insegurança de ser trocada é trabalhar também a sua autoestima para que se veja como necessária e suficiente. Assim como a autoestima é preciso que você invista no diálogo com o parceiro.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Como controlar o ciúmes e ter uma relação saudável

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: