Tudo sobre suculentas para você começar a cultivá-las

  • Guia para cultivo de suculentas;
  • Tipos de suculentas;
  • Como cuidar de suculentas.

Apesar de serem super fáceis de cuidar e cultivar, basta um deslize para perder todas as suas suculentas.

As 10 Flores Amarelas Que Podemos Plantar No Jardim E Deixar A Casa Maravilhosa

Atitudes Para Você Se Sentir Feliz Em Casa

Mas hoje a ideia é tentar entender quais são as especifidades de cada tipo de suculenta, bem como temos de tratá-las observando quais são as suas reais necessidades.

Assim, confira só o nosso guia de como tratar, cultivar e cuidar das suas suculentas e ter uma casa pra lá de maravilhosa com a graciosidade delas!

Em linhas gerais, como tratar das suas suculentas?

A dúvida mais comum é: como devo regar as minhas plantinhas? Isso parece crucial tanto para tratá-las e mantê-las saudáveis por mais tempo quanto para quem está cuidando delas.

Veja: como todas as coisas vivas, as suculentas também estão subordinadas ao nosso clima. Assim, não tem receita: dependendo da época do ano, elas vão precisar de mais ou de menos água, tanto por causa do calor quanto por conta das variações de umidade na atmosfera.

Mas calma, não precisa sair por aí com instrumentos para aferir qual a umidade relativa do ar. É só mesmo prestar bastante atenção na aparência da terra em que elas estão plantadas. Ela sempre deve ter uma aparência de terra úmida, nem seca, muito menos encharcada.

E para saber exatamente quando for regar, faça assim: espete um palito de dente na terra, tal como se você estivesse testando as condições de um bolo, para sair do forno. Se ele sair sujo, não adianta, ainda não é hora de regar. Agora, se sair seco, faça o seguinte: encha um copo de café e coloque a água aos poucos, distribuindo bem.

E se você tem muitas suculentas, aposte em uma bisnaga de katchup, tal como aquelas branquinha e moles que encontramos em qualquer tipo de lanchonete. Assim, usando aquele tipo de vasilha, você consegue medir direitinho a quantidade de água que está distribuindo entre as plantinhas.

E se você quiser saber se a sua plantinha está saudável, é fácil: lembre-se das suas aulas de ciências da escola, principalmente sobre fotossíntese. A sua plantinha precisa de luz solar e quando ela está recebendo a quantidade correta, você nota pela aparência dela, que é bem compacta. Folhas compridas e separadas são mau indício.

E por mais bonitinho que seja, todos aqueles frufrus feitos com pedrinhas para enfeitar os vasinhos podem liberar substâncias que fazem muito mal para a plantinha. Então, por mais legal que seja cobrir todas as suculentas com pedras coloridas, vale a pena deixar isso de lado e usar coberturas naturais, como cascas de coco, pinus ou palha.

E se o seu negócio é reproduzir suas plantinhas, veja só: fazer uma muda é muito fácil. Basta que você tire uma folhinha, cortando-a bem perto do caule. Aí, depois disso, é importante que você deixe que ela seque por pelo menos dois dias antes de colocar na terra de novo.

Quando colocar, a mágica é sensacional. Depois de uns dias ela vai começar a rebrotar, fazendo aparecer novas plantinhas iguais a sua, anterior. Desse jeito, é bem fácil fazer com que as suas poucas plantinhas se tornem rapidinho várias outras, aumentando sua coleção.

Confira agora uma lista de suculentas incríveis, que você vai adorar ter em sua casa

Aeonium leucoblepharum

Essa suculenta é identificada facilmente por suas folhas de extremidades avermelhadas e formato de flor.

Vale a pena investir nela, por mais que a muda inicial seja bastante cara, pois com o tempo você consegue reproduzir várias mudinhas.

Em um terrário, combine-a com outras suculentas do mesmo aspecto, de folhas bem finas e formato de flor.

Echeveria carnicolor

Ideal para plantar em terrário junto com a suculenta anterior, vale muito a pena investir também em suas mudinhas, uma vez que esse aspecto esbranquiçado de cera torna a experiência de cultivá-la muito interessante.

Graptopetalum paraguayense

E se você quiser arrematar essa primeira ideia de terrário com uma plantinha mais alta, a flor fantasma é uma ótima pedida, já que as duas anteriores costumam ficar mais perto da terra, se espalhando.

Senecio rowleyanus

Uma das plantinhas mais sensacionais que habitam esse mundo incrível das suculentas é essa: ela parece um colar de pérolas e se espalha, vasta, descendo pelas bordas do vaso que a abriga.

Em terrário, é interessante plantá-la mais perto da borda, justamente para que possa espalhar suas ramas com essas bolinhas incríveis.

Sedum pachyphyllum

Em um terrário que abuse de cores, invista em mudinhas como essa, cuja ponta é sempre bem vermelhinha. O efeito será interessante se combinado com outras do mesmo tipo.

Sedum pachyphyllum

Para plantar entre as mudinhas da suculenta anterior, essa fica sensacional, já que espalha como a outra, mas com um aspecto mais brilhante.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

1 Star
Loading...

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *