Fome excessiva pode indicar problemas de saúde

  • A manifestação da fome natural
  • O que a fome excessiva diz sobre o seu estado de saúde?
  • Fome excessiva pode ser sinal de estresse crônico

Você sabia que a fome excessiva pode indicar problemas de saúde? Se você costuma sentir fome de maneira exagerada e acredita que algo não está de fato funcionando bem, é preciso atenção. Para saber se você está sofrendo com algum tipo de distúrbio é preciso observar a manifestação de fome normal. Por exemplo, a fome normal surge após três horas da última refeição ou após um elevado gasto energético.

Leia mais

Alimentos perigosos para crianças: veja alguns deles

Coprofagia: há algo de errado com o seu pet?

Se você tem sentido fome em situações adversas a essas, é preciso atenção. Sentir fome muitas vezes ao longo do dia, ou mesmo durante todo o dia, ou ter um apetite insaciável é comum. Mas não é normal e pode indicar problemas de saúde. A fome é uma mensagem de alerta do nosso organismo para a necessidade de reposição de energia.

A fome expressa aquele vazio no estômago que pode até mesmo manifestar uma pressão quando estamos há muito tempo sem comer.

Quando você sente fome em um momento em que o seu corpo não está precisando repor energia pode indicar que algo está errado e é necessário atenção. Quando você sente fome excessiva isso pode expressar particularidades sobre o seu estado de saúde.

Fome excessiva: a polifagia ou hiperfagia

A fome excessiva pode indicar que algo não está devidamente funcionando bem em seu organismo. Os termos técnicos para fome excessiva ou extrema são polifagia, ou a hiperfagia. A condição como vimos até aqui marca uma alteração substancial no apetite do indivíduo.

A hiperfagia ou a polifagia é diferente de quando o indivíduo realiza uma atividade física intensa que o faz gastar muita energia ou está há mais de três horas sem comer. Nesse caso a fome excessiva acaba sendo uma manifestação natural do nosso organismo para a reposição de energia.

Mas o que a fome excessiva pode indicar?

A fome excessiva pode indicar uma série de condições clínicas. Dentre elas temos o hipertireoidismo. O hipertireoidismo consiste em uma disfunção no funcionamento da glândula tireoide no qual a mesma passa a produzir hormônios tireoidianos em excesso. Tais hormônios alteram o nosso organismo de maneira significativa acarretando em sintomas tais como sensação de calor, problemas para dormir e fome.

Ou melhor, causa alterações no apetite. Além disso, também leva a menstruação irregular e evacuação frequente.

Além do hipertireoidismo, a fome excessiva pode indicar a presença de hipoglicemia ou diabetes. A hipoglicemia consiste em uma condição na qual há uma baixa concentração de açúcar no sangue. Se trata de uma condição que pode afetar tanto pessoas que sofrem com a diabetes quanto não.

Dentre os sintomas relacionados a hipoglicemia estão franqueza, nervosismo, dor de cabeça, ansiedade, confusão mental e fome excessiva. Normalmente a fome pode acabar passando despercebida nesse caso camuflada pela manifestação de outros sintomas mais fortes.

Como vimos, o diabetes pode levar a hipoglicemia e nesse caso o indivíduo está sujeito aos mesmos sintomas.

A hipoglicemia especialmente pode ser desencadeada quando se passa muitas horas sem comer, por exemplo.

O estresse de maneira crônica, ou regular, por assim dizer, pode levar a problemas com o sono e vice-versa. A fome excessiva também pode manifestar-se quando o seu corpo está em tal condição, ou seja, de estresse crônico e problemas de sono.

Nesse sentido, quem sofre com a fome excessiva deve estar atento quanto aos seus níveis de estresse e igualmente a qualidade do seu sono. Boas noites de sono são fundamentais para a regulação da fome, ou melhor, dos hormônios que regulam a fome.

O que você precisa saber?

fome excessiva

A principal informação que você precisa saber sobre a manifestação excessiva da fome diz respeito a como identificá-la. Por que? A resposta é simples, porque muitas vezes você tem uma dieta extremamente restritiva e pensa que está sofrendo com a fome excessivamente. Na verdade, é apenas o seu corpo te alertando que não está sendo devidamente alimentado.

Dessa forma, para que você possa identificar claramente a manifestação excessivamente da fome é preciso ter em mente algumas coisas. Por exemplo, você tem se alimentado normalmente? As suas refeições têm sido satisfatórias?

Normalmente a fome quando manifestada de maneira excessiva está presente mesmo após uma refeição regular. Ou seja, mesmo diante de uma alimentação regular e equilibrada há a sensação persistente de fome.

Nesse sentido, o primeiro ponto é verificar como está a sua alimentação. Se atenha quanto a sua alimentação. Outro ponto que denota a importância dessa etapa é justamente pelo fato de que a maioria das manifestações de fome excessivamente são provocadas por dietas restritivas mantidas por tempo demais.

Você já deve ter visto em algum momento aquela dieta mirabolante, não é? Normalmente essas dietas são propícias para o desenvolvimento para se não esse, para outros inúmeros distúrbios alimentares.

Veja um exemplo simples. A grelina é um hormônio responsável por sinalizar a fome. Quanto menos você come mais a grelina aumenta. Mas você se controla, afinal você está de dieta. Mas em algum momento essa repressão vai estourar de uma vez.

Em outras palavras, é possível que além da fome excessiva você tenha compulsão não parando mais de comer pelos longos períodos em que passou se restringindo.

Por esses e outros motivos muitos são os especialistas contrários a prática de regime ou dieta para o emagrecimento, sendo ideal o processo de reeducação alimentar.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Fome excessiva pode indicar problemas de saúde

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: