Musicoterapia: Saiba o que é e veja os benefícios

  • O papel da música na nossa vida
  • Conhecendo a musicoterapia
  • Os benefícios possíveis de serem alcançados

Certamente o hábito de ouvir música deve estar presente em sua rotina. Se você é destas pessoas que vivem com os fones de ouvido de um lado para o outro deve conhecer e muito os benefícios que a prática pode trazer.

Leia mais

Sinais que o couro cabeludo dá sobre a saúde dos seus fios

Descubra alimentos que te deixam inchada

E por falar nestes benefícios da música, que tal conhecer um pouco mais da chamada musicoterapia. Prática que como o nome sugere atua sendo uma mistura de música com terapia?

A música, a musicoterapia e os efeitos conhecidos

Muitos vídeos na internet circulam com interações entre animais ao som de uma determinada música. Recentemente um vídeo de uma cacatua dançando e requebrando literalmente ao som da banda Queen viralizou e despertou o interesse de alguns pesquisadores de Harvard sobre comportamento deste animal. Mas também sobre a relação da música e como ela para origina os tais movimentos no animal.

Descobriram em meio a pesquisa desenvolvida que a cacatua que vive em um santuário na Carolina do Sul podia fazer mais de catorze movimentos diferentes ao som de sua banda favorita.

Você já parou para pensar então quais são os efeitos da música sobre nós seres humanos?

A música ou a musicalidade está presente em nossa vida desde os primeiros dias. Uma prova disso é o comportamento dos bebês que antes mesmo de falarem expressam seus sentimentos por meio ruidoso.

Conhecendo a musicoterapia

musicoterapia

Os estímulos sonoros manifestam interações em diversos pontos diferentes do nosso cérebro. Dentre os pontos que podemos destacar estão áreas relacionadas a memória, atenção, linguagem e sensações ligadas aos próprios sentimentos. Mas não é apenas no cérebro diretamente que a música atua. Há estudos que comprovam a ação dos estímulos sobre aspectos de nossa saúde. Inclusive propiciando a recuperação após uma série de exercícios intensos. Mas não é apenas isso, há indícios de que atua sobre a depressão, a ansiedade e também reduzindo os níveis de estresse.

O estilo da música pode ser decisivo na musicoterapia

musicoterapia

Como sabemos há determinados gêneros musicais que são mais propícios para certos fins. Por exemplo, quando estamos treinando tendemos a buscar por músicas animadas e com ritmo mais acelerado para facilitar a prática do exercício. Ou em outras palavras, para nos estimular. Quando estamos tristes tendemos a buscar músicas mais lentas e com a pouca instrumentação.

Mas você sabia que a referência que fazemos sobre músicas tristes e músicas alegres depende da região onde nascemos? Esta assimilação entre músicas com ritmos acelerados e com instrumentação são alegres majoritariamente é algo do ocidente, da cultura Ocidental. Isso mesmo, tanto essa demarcação para músicas felizes quanto esta demarcação para músicas tristes.

Mas independente disso, há gêneros musicais que são, na musicoterapia, mais vantajosos que outros? É neste momento que entra o musicoterapeuta. Afinal, a musicoterapia já vem sendo indicada como tratamento e para tanto há métodos e técnicas que devem ser aplicados bem como o tempo de exposição.

O musicoterapeuta

musicoterapia

O musicoterapeuta responsável pela aplicação das técnicas de musicoterapia é um profissional formado, ou com com pós graduação. O musicoterapeuta tem a função de criar sons, analisar suas interações, tocar instrumentos e recriar sons com o intuito de contribuir significativamente para um fim terapêutico específico.

É uma profissão que vem crescendo e ganhando destaque no Brasil, se tornado desta maneira uma excelente opção de mercado.

A musicoterapia e consequentemente o musicoterapeuta podem contribuir sistematicamente para o desenvolvimento pedagógico favorecendo o crescimento infantil. Bem como pode atuar sob crianças autistas promovendo um melhor relacionamento entre eles e os seus familiares.

Mas não pense que a musicoterapia pode ser importante apenas durante o período infantil, muito pelo contrário. Há estudos que comprovam seus benefícios para vítimas do AVC (Acidente Vascular Cerebral) que desenvolvem uma sequela específica denominada afasia. A afasia consiste em uma persistente dificuldade de estabelecer uma relação entre a palavra e o seu sentido ou significado. Com o uso da musicoterapia o indivíduo passa a se recuperar de maneira mais rápida e natural.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 2

Musicoterapia: Saiba o que é e veja os benefícios

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: Arteblog - BrunaEm: outubro 22, 2019 | Em Variedades  |

Uma resposta para “Musicoterapia: Saiba o que é e veja os benefícios”

  1. […] Musicoterapia: Saiba o que é e veja os benefícios […]