Economia: Dicas para poupar sem sofrimento

  • Pare de dizer “eu não tenho dinheiro”
  • Se comprometa com o seu orçamento
  • Transições podem ser períodos bons para poupar

Você certamente deve ter se interessado pelo post porque acredita que é impossível poupar. É engraçado como ouvimos constantemente “eu não tenho dinheiro”. Ou às vezes um, “não sobra nada do meu salário para que eu possa me planejar melhor”.

E o mais engraçado é que esse tipo de reclamação é recorrente independente do salário que se tem. Há quem acredite também que quanto mais se ganha mais se gasta. Bom isso daria um outro post exclusivamente sobre planejamento financeiro mas com as dicas que reunimos hoje você já vai conseguir se planejar melhor e parar de passar sufoco.

Leia mais

Dicas para melhor lavagem de roupas

Distimia pode levar a quadro grave de depressão

Esqueça do seu vocabulário “não tenho dinheiro” e reassuma o controle da sua vida financeira.

O primeiro passo e o mais importante é que você não pense apenas que ganhar mais te fará poupar. E é preciso que você abandone a ideia de sobra de dinheiro.

Dinheiro nunca deve ser tratado como sobra, porque sobras são desperdícios jogados fora. Então entenda que o seu dinheiro não está sobrando. Mude a sua mentalidade quanto a sua relação com o dinheiro. E se você está pensando que para isso será necessário uma entediante aula de economia pode parar.

Apenas com algumas medidas simples a serem adotadas você pode começar a ter dinheiro. Começar a poupar.

Lembre-se sempre, a relação estabelecida com o dinheiro e a sua administração é muito mais importante do que o quanto se ganha.

A premissa é o planejamento orçamentário

poupar

Embora possa parecer clichê, o primeiro passo para que você comece a poupar é ter um planejamento orçamentário. Saber quanto se ganha e o que se gasta é o primeiro passo para que você possa tratar o problema e melhorar a sua mentalidade quanto ao seu dinheiro. Veja, quando passamos em um médico pela primeira vez para tratar um problema, ele inicialmente, antes de dar um diagnóstico pedirá uma série de exames.

Somente de posse dos exames ele será capaz de te dar um diagnóstico preciso para o início do tratamento. Da mesma forma, conhecer as suas despesas e os seus ganhos é o passo número um para quem deseja poupar.

Mas calma, não precisa se assustar. Embora o orçamento mensal seja o mais praticado e o mais indicado, pela dificuldade você pode adotar o planejamento orçamentário semanal.

Tipo, “quanto eu ganho semanalmente?” E para essa resposta basta apenas que você dívida o seu salário em quatro. Desta forma temos quanto semanalmente você tem.

Essa é uma estratégia inicial, preliminar, para te aproximar dos números e das problemáticas econômicas. Até porque saber quanto se ganha é o primeiro passo para a boa administração do dinheiro.

Tenha comprometimento com o seu orçamento para poupar

Inicialmente você precisará passar por um corte de gastos supérfluos e economia quanto a novos gastos. Além claro de precisar rever os antigos gastos para avaliar se ainda são necessários. A partir deste momento é esperado que você comece a ter um fôlego quanto o seu dinheiro. Se você não tem dívidas e inicialmente consegue cobrir todas as contas que tem mas tem dificuldade em guardar o que “sobra” vale a seguinte premissa:

-Quanto mensalmente em média tem “sobrado”?

A partir da resposta a essa pergunta você deve se comprometer a guardar mensalmente essa quantia. Com um comprometimento quanto a sua poupança mensal faz com que você estabeleça novos gastos respeitando o valor primariamente proposto.

Períodos de transição são ótimos momentos para mudar

Se você nunca conseguiu poupar, momentos de transição podem ser boas oportunidades. Normalmente fazemos uma promessa de mudar quando entramos em um período de transição. Como período de transição podemos citar datas especiais, ou períodos especiais, como por exemplo o nosso aniversário ou o período de férias. Que tal começar a economizar antes do seu aniversário chegar?

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 2

Economia: Dicas para poupar sem sofrimento

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “Economia: Dicas para poupar sem sofrimento”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *