O que é o mindful eating e como ele pode te ajudar a perder peso

  • Passos do mindful eating;
  • Como fazer mindful eating;
  • Como perder peso rapidamente.

O mindful eating não é mais um dentre os vários métodos para a perda de peso. Ele não promete milagres, ele promete consciência e atenção alimentar. Veja!

Leia mais

Biomassa de banana: você deveria começar a consumi-la hoje mesmo

4 benefícios da água morna com limão que você não vai acreditar

Como qualquer técnica de mindfulness, o mindful eating envolve um processo de tomada de consciência de cada passo que envolve fazer alguma determinada coisa, observando, claro, seu objetivo final. No caso de mindfulness para lidar com a ansiedade, por exemplo, a técnica consiste em tornar consciente cada ação ou movimento que nós possamos executar.

Quando levamos essa técnica para a mesa, o ganho também é grande. Se torna parte da composição do momento de se alimentar a atenção total em tudo aquilo que envolve levar o alimento até a boca, o que pode trazer benefícios incríveis para a nossa vida.

Nessa técnica, quando aplicada à mesa, lembramos que alimentação não é só engolir comida. É um ato cultural, de resistência, que nos dá a vida e faz com que permaneçamos vivos. O mindful eating é a chance que temos de lembrar que comer é muito mais legal do que saciar o apetite ou cumprir tabela no dia.

Veja a seguir quais são os 12 passos que irão transformar para sempre o seu momento de se alimentar!

Os 12 passos do mindful eating

1 – Todo mundo sabe que hoje em dia é quase impossível se desligar de um computador ou de um telefone celular, uma vez que nos conectamos a ele pela primeira vez e acabamos nos envolvendo com a prática do seu uso.

Mas quando nos sentamos à mesa para comer, é de suma importância prestar atenção ao momento da alimentação, independente do que está rolando no WhatsApp, Facebook, Instagram ou Twitter. Vale mais a pena cuidar do momento de comer, do que se come e de como se come.

2 – Quando se aproximar da hora de comer, vale a pena observar com atenção os alimentos, como estão dispostos, como estão servidos, suas cores, seus aromas, seus sabores.

Esse momento treina o cérebro e prepara o corpo para o momento da alimentação.

3 – Quando você sentir que é hora de comer, prepare também o seu corpo.

Busque um lugar confortável à mesa, sente-se, relaxe e sinta como está posicionado o seu corpo.

4 – Os talheres que usamos para comer devem ser usados para que a nossa alimentação seja mais prazerosa, mais convidativa e que seja também um momento especial.

Tenha por hábito substituir os talheres para as mãos que você costuma não utilizar, para aquela que não é dominante. Isso vai te impelir a se alimentar com mais cuidado, mais devagar.

5 – Preste atenção a cada mordida, sinta os sabores de cada alimento.

Alimentar-se não é só engolir e se sentir saciado. É um ato de grande valia e de grande importância. Mastigar não envolve só bater os dentes. As texturas são importantes, bem como a temperatura, gosto e cheiro de cada alimento.

6 – Se necessário for, feche seus olhos entre algumas garfadas.

Ao suprimir esse sentido, você acaba dotando de mais habilidade seus outros sentidos, tornando o momento da alimentação ainda mais gostoso.

7 – Você já pensou em como a sua comida vai parar no seu prato?

Pensar na cadeia produtiva da sua alimentação é uma ação bem importante, que valoriza e dá sentido a esse momento do cotidiano.

8 – Enquanto você se alimenta, note como você se sente: há sensações de alegria, de conforto, de satisfação, de saciedade, de prazer?

Se sim, esse sentimento é importante de ser notado, porque é geralmente passado desapercebido quando inserimos o momento da alimentação como só mais um momento rotineiro.

9 – Quando você estiver se alimentando, desligue-se da ideia de que tudo pode ser resumido a calorias, nutrientes e dietas.

Alimentar-se tem muito mais a ver com cultura, hábito, prazer do que com somente a dieta, com a subsistência ou qualquer coisa do gênero. Alimentar-se é um ato familiar, de grupo.

10 – Você nota, quando está se alimentando, com quem está comendo? Onde está comendo?

Quando pensamos em alimentação, devemos lembrar que esse é um ato cultural, prazeroso, familiar.

Na mesa encontramos amigos, encontramos histórias, encontramos nossos familiares, encontramos nosso grupo. Fazer desse momento algo maior do que simplesmente sentar-se e comer, pode ser algo bem importante para a construção dessa consciência.

11 – Antes de comer, lembre-se de como você se sentia antes e note como você se sente depois.

Tente, por fim, aplicar uma nota a esses sentimentos anteriores e posteriores ao momento de se alimentar.

12 – Ao fim da alimentação, lembre-se: quem fez a sua comida? O que envolve a chegada dela ao seu prato?

Agradecer às pessoas que possibilitaram esse momento pode ser um ato de grande empatia, gratidão e bondade com o que envolve o momento prazeroso da alimentação.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 5

O que é o mindful eating e como ele pode te ajudar a perder peso

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “O que é o mindful eating e como ele pode te ajudar a perder peso”

  1. […] Mindful ajuda a perder peso: mas afinal o que é essa técnica? […]