Ovário policístico: é possível vencer o problema por meio da alimentação?

O cuidado da mulher com os ovários deve ir muito além das questões que envolvem a sua fertilidade ou à vontade de engravidar. A saúde dos ovários é importante para evitar incontáveis transtornos e patologias como a SOP (Síndrome do Ovário Policístico).

A Síndrome do Ovário Policístico atinge cerca de 6 a 10% das mulheres em período fértil, idade entre 19 e 40 a 45 anos. No Brasil, de acordo com esses dados é possível estimar que mais de três milhões de mulheres apresentam a doença.

Leia mais

Você emagreceu e seu cabelo começou a cair? Entenda porque isso acontece

O celular faz mal a sua saúde? Descubra aqui

Não é possível determinar precisamente quais são os fatores de risco para o seu surgimento. Mas um dos principais fatores está relacionado diretamente com o comportamento alimentar do paciente.

Pré disposição genética, altos níveis de estresse e sedentarismo também estão sendo associadas com o aparecimento da síndrome do ovário policístico.

O agravamento dos sintomas, entretanto, quando já diagnosticada podem resultar do excesso de açúcar refinado e resistência a insulina.

O que vem a ser a SOP?

ovário policístico

A SOP ou síndrome do ovário policístico nada mais é do que uma disfunção de ordem hormonal. Disfunção que resulta no aumento do ovário, com a presença de folículos, ou bolsas, conhecidas por cistos.

Os cistos nos ovários são bolsas sólidas ou com a presença de líquidos na parte externa ou interna do ovário.

Os sintomas

ovário policístico

Os principais sintomas da SOP podem causar muitos desconfortos e levar a problemas mais sérios como até mesmo o câncer do endométrio.

Isso tem feito com que cada vez mais mulheres busquem tratamento medicamentoso para controlar a doença e minimizar os seus riscos.

É difícil determinar precisamente os sintomas que uma mulher com ovários policísticos pode apresentar, uma vez que por se tratar de uma disfunção de ordem hormonal os sintomas apresentados são os mais diversos.

A relação aqui diz respeito ao consenso estabelecido sobre os principais sintomas que costumam estar associados a SOP. Todavia não vale como via de regra. É possível que você não tenha todos estes sintomas, ou tenha estes e algum outro.

Irregularidades no ciclo menstrual: esse com certeza é um dos sintomas mais comuns de quem sofre com essa síndrome. Os ciclos são tão instáveis que às vezes de uma ovulação a outra o período chega a mais três meses.

Infertilidade: a maior dificuldade em engravidar é apresentada por mulheres diagnosticadas com a síndrome dos ovários policísticos. Isso ocorre porque a ovulação tende a ser menor, o que diminui consideravelmente as chances de engravidar.

Hirsutismo: um pouco mais incomum, o Hirsutismo é caracterizado pelo surgimento de pelos em áreas atípicas para a mulher. Regiões como o bumbum e o entorno dos seios por exemplo.

Outros sintomas também identificados costumam ser a alopecia, a acne, obesidade e seborréia.

Tratamento

ovário policístico

O tratamento mais indicado para quem sofre com cistos nos ovários costuma ser a utilização de anticoncepcionais. Entretanto, é possível vencer, ou ao menos minimizar os seus sintomas por meio da sua alimentação, afinal, como comentamos, alguns fatores de risco estão diretamente relacionados com a forma como você se alimenta.

Abacate


abacate, ovário policístico
O abacate é um dos alimentos mais saudáveis que você pode consumir. Rico em vitamina E que minimiza a ação dos radicais livres. Além de apresentar bons níveis de gorduras monoinsaturadas que elevam o bom colesterol, fazendo com o que o colesterol ruim, o LDL, progressivamente diminua.

Além do alto nível de proteína, o abacate atua na formação da progesterona que na mulher com SOP costuma estar abaixo dos níveis saudáveis. A progesterona atua diretamente na ovulação da mulher, na regulação do seu ciclo menstrual, e consequente melhora do quadro de infertilidade.

Alimentos anti-inflamatórios: aliados no controle do ovário policístico

tomate, ovário policístico

Alimentos inflamatórios tendem a agravar os sintomas, o inverso é verdadeiro. Alimentos anti-inflamatórios reduzem o processo inflamatório e diminuem os incômodos sintomas.

São considerados alimentos anti-inflamatórios o tomate, o açafrão, as nozes, linhaça, gergelim, laranja, óleo de coco, azeite, dentre outros.

Salsinha

salsinha, ovário policístico

A salsinha, um ótimo condimento multivitaminico totalmente natural atua com auxiliar no trabalho desempenhado pelo nosso fígado. Trabalho esse de eliminar as toxinas presentes em nosso sangue, além dos desníveis hormonais. Esse procedimento ajuda a equilibrar a produção dos ovários.

Uma ótima opção para o consumo da salsinha, além de coadjuvante em pratos como saladas ou molhos, você pode investir em um poderoso chá de salsinha. Feito apenas com duas colheres de salsa, sob o método de abafamento, ou seja, ferva com a panela tampada.

Batata-doce

batata, ovário policístico

Sim, a queridinha dos frequentadores de academias pode ajudar você que sofre com a SOP. Surpreendentemente a ingestão de batata-doce atua diretamente com a salsinha, finalizando o processo de faxina iniciado no seu organismo. Carregando para fora todas as impurezas absorvidas o que resulta em uma melhora significativa da acne e do Hirsutismo.

Prefira alimentos integrais

granola, ovário policístico

O controle da glicemia e a baixa ingestão de açúcares deve ser palavra de ordem se você sofre com ovário policístico. Troque sempre que possível carboidratos refinados por suas versões integrais e/ou in natura. São os mais indicados pois ajudam a controlar a absorção de glicose presente no sangue.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 3

Ovário policístico: é possível vencer o problema por meio da alimentação?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

4 respostas para “Ovário policístico: é possível vencer o problema por meio da alimentação?”

  1. […] Ovário policístico: é possível vencer o problema por meio da alimentação? […]

  2. […] É possível vencer o ovário policístico com alimentação? Arteblog responde […]

  3. […] É possível curar ovário policístico com alimentação ? Descubra aqui […]

  4. […] Ovário policístico: é possível vencer o problema por meio da alimentação? […]