Cuidados com a pele das crianças durante o inverno

  • Cuidados com a pele dos bebês;
  • Alergias do inverno;
  • Alergias de pele em crianças.

Da mesma forma que os adultos sofrem com ressecamentos de pele durante o inverno, os bebês e as crianças também podem sofrer.

Saiba mais

Vai Ter Gêmeos? Veja Dicas Incríveis De Como Decorar O Quarto Para Os Dois Bebês

Polvos de crochê ajudam bebês prematuros na recuperação

Como a pele dos pequenos é muito mais sensível que a pele adulta, é necessário investir em cuidados para que a criança não sofra com as temidas alergias que podem aparecer devido a pele ressecada, que são coisas que geralmente envolvem remédios que podem ser bem pesados para os menores.

A seguir, trouxemos uma série de dicas que podem ser muito úteis para quem busca tratar com cuidado a pele tão delicada de quem mais pode sofrer com as baixas temperaturas. Confira!

No inverno, como deve ser o banho das crianças?

Deve ser da mesma forma que o dos adultos: nada de abusar da água muito quente, por mais confortável que possa ser. O ideal é que ele seja rápido e com a água morna, que pode ser muito eficiente também para relaxar.

E se o caso for o banho de um bebê, aproveite os últimos momentos da tarde para esse momento, porque como o banho morno irá fazer com que ele relaxe, isso já pode ser muito eficiente para induzi-lo ao sono.

Sempre observe o rótulo dos sabonetes apropriados para as crianças se eles tem o pH igualzinho o da pele, porque isso faz com que a proteção da nossa própria pele seja mantida, o que evita que ela fique mais ressecada – o que já é muito comum durante o inverno.

E nessa hora, todo cuidado é pouco: é providencial evitar o uso de cosméticos que não são indicados para as crianças, porque, por terem formulação voltada para o público adulto, podem retirar as barreiras naturais da pele mais frágil do bebê, aumentando o risco de alergias. Assim, nada de dar banho com sabonete em barra, viu?

Se você tem o hábito de usar escovas ou esponjas na hora do banho do bebê, talvez seja também a hora de repensar esse hábito. Como elas ficam constantemente úmidas, acabam sendo receptoras e acumuladoras de bactérias que podem desencadear lesões infecciosas. Melhor deixar longe das crianças, né?

Esqueça o papo de que criança não pode tomar banho todo dia no inverno

Tal como entre nós, adultos, é essencial que a criança tome banho regularmente por causa do acúmulo de suor e da forma com que isso pode prejudicá-la, predispondo-a a assaduras, por exemplo.

Além disso, não há qualquer contraindicação para o banho do bebê, que deve ser diário, tal como o das crianças mais crescidas. É importante ressaltar que esse momento é de grande relaxamento para a criança, além de ser verdadeiramente instrutivo sobre autocuidados.

Seja cauteloso com cremes hidratantes

Se a criança já tem a pele mais seca do que naturalmente deveria ser, é essencial investir em bons cremes hidratantes destinados ao público infantil.

Isso quer dizer que, sim, é necessário deixá-los bem longe dos hidratantes específicos para os adultos, porque usá-los em uma criança pode predispô-la a alergias de várias fontes, como até mesmo a respiratória, já que os cosméticos do público adulto geralmente tem perfumes que são potencialmente irritantes.

E isso também vale para óleos essenciais. Desde que sejam destinados a esse público tão específico, vale a pena investir também em bons óleos hidratantes para a criança. Em bebês, eles podem ser utilizados em massagens relaxantes, que podem ser muito úteis para os momentos que antecipam o sono.

É importante observar sempre a pele do rosto da criança

Como é uma parte do corpo que fica constantemente exposta, é necessário sempre observar a pele e a hidratação dessa área. Se elas começarem a indicar ressecamento, é essencial aplicar o creme hidratante específico para o bebê.

E isso também vale para os lábios: se peles ressecadas começarem a aparecer, é interessante verificar com o pediatra qual tipo de pomada é autorizado a usar na região. Talvez até o próprio creme contra assadura pode ser útil, já que combate a sensação de ardência enquanto hidrata.

A qualquer sinal de vermelhidão frequente procurar um médico é essencial

A dermatite atópica é uma doença crônica que geralmente costuma se manifestar por volta dos dois primeiros meses de vida e é muito frequente entre as crianças.

A doença causa lesões que costumam ser bem avermelhadas em áreas mais ressecadas do corpo, como o rosto, braços e as pernas. Quando ela se manifesta, gera muita coceira, o que leva o indivíduo afetado a se coçar. Se isso não é contido, lesões mais sérias podem aparecer.

Quando elas surgem, quase sempre é viável entrar com antibióticos para conter infecções, já que o quadro pode se agravar à medida que a lesão aumenta.

A dermatite atópica não é uma doença nem naturalmente infecciosa – o que pode causar a infecção é o agente que coça a lesão – e tampouco contagiosa.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Cuidados com a pele das crianças durante o inverno

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: