O que precisamos saber sobre a asma?

  • Como tratar asma;
  • O que é a asma;
  • Como lidar com a asma.

A asma é uma doença comum, que faz com que os brônquios da pessoa afetada se inflamem. É uma doença crônica que, geralmente, começa logo na infância e acaba se estendendo pela vida adulta. 

Saiba mais

Os sete mandamentos para se livrar da ansiedade

Descobertas acidentais da medicina que podem salvar sua vida

Quando em condições normais, os brônquios sempre ficam desobstruídos. Eles funcionam tais como canudos, em que o ar passa e é conduzido para os nossos alvéolos e abastecem nossos pulmões.

A asma, geralmente, é causada por uma reação alérgica que acaba desencadeando o processo inflamatório. O que pode causar asma é extremamente variável e passa pelo contato com o pelo de animais, com o ácaro, com fumaça e com mofo.

Quando uma pessoa asmática entra em contato com algum elemento causador da reação alérgica, o seu corpo começa a produzir histamina, que é uma substância que faz com que os brônquios sejam contraídos. Isso atrapalha muito a passagem do ar porque faz com que a musculatura que envolve essas estruturas se contraia.

Aí, além de aumentar desconfortos como o aumento da produção de muco, infelizmente a asma também pode causar sérias complicações, como asfixia.

No entanto, nem sempre a asma tem a ver com alergias. As mudanças de clima, infecções respiratórias simples, questões de instabilidade emocional e até mesmo a alimentação desregrada também podem causar uma crise asmática.

Quais são os sintomas da asma?

  • Tosse persistente;
  • Chiado no peito ao inspirar;
  • Falta de ar intensa associada à tosse;
  • Respiração ofegante.

O que pode causar a asma?

  • Abuso do uso do cigarro;
  • Doenças virais;
  • Poluição aumentada;
  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Ar muito seco;
  • Esforço físico intenso;
  • Estresse descontrolado;
  • Histórico familiar envolvendo a asma;
  • Exposição a ácaros.

Como se prevenir da asma?

A asma geralmente tem um fundo de causa alérgico. Assim, quando uma pessoa é diagnosticada com asma, é imprescindível que ela passe a tomar um cuidado mais especial para manter-se em ambientes livres de coisas que possam desencadear crises, como, por exemplo, pó e ácaros.

Para se manter em um ambiente livre disso, comece a tomar mais cuidado com tapetes, roupas de cama, cortinas, livros, bichos de pelúcia e outras coisas que podem acumular pó e ácaros e acabar desencadeando crises. Assim, é melhor manter tudo isso bem longe da decoração da sua casa.

E para se assegurar de sempre estar em um ambiente que seja mais amistoso com quem sofre desse mal, é essencial prestar bastante atenção em todos os cantinhos da casa na hora de poder limpar. Para ficar ainda melhor, faça tudo isso com um pano úmido para que a poeira não suba.

Prestar atenção em fumaça de cigarro, em cheiros fortes como perfumes e produtos de limpeza é bem importante, já que eles podem também desencadear crises asmáticas. Alimentos superindustrializados, por exemplo, também podem ser potencialmente alergênicos por conta do excesso de conservantes.

Uma solução bem simples para lidar com a asma é sempre manter os ambientes bem arejados, abertos e limpos.

Como é feito o diagnóstico

A análise de como a respiração se comporta é uma das coisas mais importantes para fazer o diagnóstico correto da asma.

É por essa razão que é essencial que o médico sempre saiba de casos de asma na família, por exemplo, bem como sobre a forma e frequência dessas crises, tempo de duração, momento e situação em que também costumam a aparecer.

Casos de alergia estão entre as coisas imprescindíveis de se falar ao médico, bem como se a crise está associada a algum comportamento específico, como, por exemplo, atividade física, comer alguma coisa específica ou mesmo sobre como é a reação emocional a algum evento específico.

Alguns exames também podem ser solicitados para aumentar a precisão do diagnóstico, como, por exemplo, exames de raio-x do tórax – que pode ser muito útil para verificar a condição dos pulmões e eliminar outras possíveis doenças do diagnóstico.

Testes de alergia também são outros exames que podem ser solicitados para que se faça também um tratamento preventivo da asma. De todos esses exames, o mais frequente é o da espirometria, que é o exame mais solicitado para fazer a medição da quantidade de ar que conseguimos tanto aspirar quanto expirar.

Esse exame é muito importante e realmente necessário para sondar e diagnosticar possíveis quadros provados pela asma. Ele consegue revelar com muita precisão como nossos pulmões se comportam, como quando apontam que uma quantidade de ar inferior à necessária está sendo aspirada.

Quando isso ocorre, também se dá a confirmação da asma, mas um dado sobre o exame chama a atenção: fora do momento de inflamação dos brônquios, o resultado do exame será normal, porque o comportamento só muda quando em crise asmática.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

O que precisamos saber sobre a asma?

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

2 respostas para “O que precisamos saber sobre a asma?”

  1. […] O que precisamos saber sobre a asma? […]

  2. […] O que você precisa saber sobre asma? […]