O que você precisa saber sobre sua tireoide

  • Problemas de tireoide;
  • Doenças da tireoide;
  • Como tratar doenças da tireoide.

A tireoide é uma glândula muito importante para o nosso corpo.

Para se livrar das energias negativas, uma receita infalível

Organize Sua Casa Para Sentir Sua Mente Mais Tranquila

Ela se comunica diretamente com a hipófise, que é também uma glândula do nosso cérebro, que regula várias funções hormonais e que interfere de forma muito intensa na nossa qualidade de vida.

No entanto, como qualquer parte do nosso corpo, o funcionamento da tireoide é cercado por vários mistérios e repleto de mitos, que podem mais confundir as pessoas que buscam informações a respeito dela do que nos conduzir por um caminho de conhecimentos seguros.

Nesse ano de 2018, a Sociedade de Endocrinologia e Metabologia do Brasil elegeu como um dos temas do Dia Internacional da Tireoide, a discussão sobre as verdades e os mitos que cercam tanto o funcionamento da tireoide quanto sobre as informações que chegam às pessoas comuns em relação à glândula.

De acordo com as informações trazidas num panfleto criado pela Sociedade de Endocrinologia e Metabologia do Brasil, trouxemos aqui alguns desses mitos e dessas verdades que foram discutidos pelo grupo. Cada um desses pontos levanta questões importantes sobre como funciona essa parte tão importante sobre nosso corpo.

Hipotireoidismo é muito comum

Essa é uma das verdades que listamos aqui: infelizmente, quase 12% de toda a população do país sofre com essa afecção da tireoide.

O hipotireoidismo atinge mais mulheres e mais idosos do que pessoas de outros segmentos populacionais. Quando uma pessoa tem hipotireoidismo, o que acontece é que os hormônios que a tireoide deveria produzir são lançados em baixa quantidade no nosso organismo.

Quando uma pessoa é diagnosticada com essa afecção, o que ocorre é que a glândula produz poucas quantidades de hormônios T3 e T4.

A baixa quantidade de hormônios da tireoide pode causar obesidade

Aumento de gordura não tem muito a ver com ganho de peso, entenda, mas quando uma pessoa é diagnosticada com hipotireoidismo é normal que alguns quilos na balança sejam acrescentados. Mas ao invés de gordura, isso tem uma outra explicação: é por conta mesmo do grande acúmulo de líquidos. Esse, é só mais um mito.

Isso faz com que, graças a esse acúmulo de peso, a pessoa acabe confundindo retenção de líquido com acúmulo de gordura.

O problema é que esse efeito do hipertireoidismo pode fazer com que a pessoa não se sinta disposta para praticar exercício físico, por exemplo. Outra questão é que isso pode gerar também outros efeitos colaterais, como inchaço nas extremidades, o que acaba dificultando a mobilidade.

Isso tudo, por fim, pode fazer com que as pessoas acabem atribuindo à baixa produção de hormônios T3 e T4 tanto a obesidade quanto o excesso de peso.

Tomar os hormônios T3 e T4 ou ter hipertireoidismo faz emagrecer

Mais um mito a ser desconstruído: nem sempre uma pessoa com hipertireoidismo irá emagrecer, nem tomar remédios que complementem T3 e T4 vai fazer com que uma pessoa emagreça.

O que é muito importante ressaltar é que esse tal emagrecimento nada mais é do que perda da massa magra, a massa muscular. É isso que faz com que os ponteiros da balança apontem para baixo, o que não quer dizer, exatamente, que isso é bom.

E isso quer dizer que, por mais magra que a pessoa fique enquanto o corpo manifesta os sinais do hipertireoidismo, isso não é nada, nada bom mesmo, porque é graças aos músculos afetados que esse emagrecimento parece surgir.

E vale o alerta: esse tipo de medicação baseada nesses hormônios produzidos pela tireoide é muito, muito perigosa: pode causar arritmias cardíacas graves, hipertensão, diarreia e outros tipos de sintoma, o que pode ser fatal.

Os exames de sangue são suficientes para diagnosticar hipertireoidismo ou hipotireoidismo

Exames de sangue comuns – tais como o TGO e o TGP – são, em geral, suficientes para poder fazer com que o diagnóstico das disfunções comuns da tireoide possa ser feito. São exames muito simples, que não exigem nem mesmo jejum, na maioria dos casos.

No entanto, é muito importante seguir exatamente as orientações do seu médico endocrinologista, que é sempre o especialista mais indicado para fazer qualquer tipo de diagnóstico, de tratamento e de orientação.

Ultrassom da tireoide é um exame fundamental, bem como remover nódulos

Não se assuste: se algum nódulo aparecer na tireoide, saiba que, na maioria das vezes, eles são benignos e não provocam qualquer tipo problema que possa colocar em risco a sua vida. Eles, na maior parte das vezes, são apenas cistos, o que diferem, e muito, de um tumor do tipo canceroso.

Esse tipo de exame, no entanto, é muito importante quando realmente há suspeita de câncer, mas é fundamental seguir, sempre, as recomendações do seu médico especialista.

Cansaço é um dos sintomas mais evidentes do hipertireoidismo

Um dos principais sintomas do hipertireoidismo é o cansaço, sonolência, falta de disposição, mudanças importantes do humor – como tristeza sem explicação aparente, esquecimentos importantes e que não são habituais e dificuldades severas para conseguir se concentrar.

É claro que, no entanto, esses sintomas também são comuns a estresse e outras doenças que possam nos afligir, mas se isso tem longa duração ou é persistente, é mais do que importante buscar ajuda médica.

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 2

O que você precisa saber sobre sua tireoide

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *