Compras escolar: dicas para economizar

Veja como economizar na hora das compras escolares.

Veja dicas práticas de como economizar na hora de comprar o material escolar

Envelhecer bem não é apenas uma questão de sorte

Entenda porque sua avó estava errada em relação as dores nas juntas

O mês de janeiro é marcado por todo tipo de conta possível e provável. IPVA, IPTU, matrículas, carnês das compras de fim de ano, faturas do cartão. Contas que provavelmente foram estourando nosso limite e orçamento com lembrancinhas de fim de ano. Lembrancinhas que acabaram comprometendo seriamente nossas finanças.

Janeiro definitivamente não é um dos melhores meses do ano. E a tal vibe de Natal e Ano Novo se esvairar logo nos primeiros dias. Assim que as primeiras contas começam a chegar ou a vencer.

Como se já não bastassem todas as contas que deixamos ou que deixam para nós no começo do ano, temos o temível volta às aulas.

A volta às aulas

compras

Quando a criança, jovem ou adolescente continua na escola e apenas passou de ano o estresse pode, pode parecer menor. Mas quando a mudança de ano envolve uma nova escola, uma turma diferente ou mesmo uma sistema de ensino diferenciado, o estresse pode ser ainda maior.

Janeiro mal começou e já se iniciam as pesquisas para as compras de material escolar. É preciso estar preparado para todo este processo, tanto da compra do material em si, como a mudança na rotina das crianças ou adolescentes após estes quase dois ou três meses em casa. Meses estes sem muita rotina, horários e afins.

Tudo isso vem logo após as festas natalinas e de fim de ano. O que em tese deveria significar, para quem realiza as compras do material já em janeiro, outlets. Mas não é bem o que acontece. O material escolar começa a aparecer nas prateleiras assim que os panetones começam a dar espaço para os livros e os lápis de cor. Ou seja, no final de dezembro.

Mas para quem pensa que quanto mais cedo os pais se prontificam a comprar o material escolar mais vão economizar,  estão inteiramente enganados. Os materiais costumam sofrer aumentos imprevisíveis anualmente  que ultrapassam quase sempre o permitindo tendo como base a inflação anual.

Então correr para comprar o material escolar ainda em janeiro pode não ser uma boa ideia. Mas nós do Arteblog vamos te ajudar com dicas que podem realmente te ajudar a economizar na hora da compra.

Não há truques, basta seguir nossas dicas. Ter calma e cautela. Seja organizada, não é fácil, mas tente ser mais organizada e não deixa para a última hora a compra da molecada. Organizando e se programando você sofre menos e ainda economiza. Vamos as nossas recomendações:

Recomendações na hora da compra

compras

A escola, em sua grande maioria, ao distribuir a lista de materiais agora em janeiro não deve exigir materiais de  uso coletivo, de higiene e nem tão pouco materiais de limpeza.

O que a escola não deve fazer e ou pedir logo em janeiro

compras

A escola não deve cobrar, no caso de escolas particulares excepcionalmente, taxas para suprir despesas.. Por exemplo, a escola não pode suprir a lista de material escolar em janeiro. E com isso cobrar pelo material ou por taxas supostamente relacionadas a sua aquisição. É dever da direção, assegurar que isso não aconteça.

Outro dever vetado pelas escolas e instituições de ensino mas ainda assim uma praticadas é indicação de papelarias ou lojas associadas. Isso é totalmente errado por parte da escola. E até mesmo antiético. Não deve ocorrer. A escola não pode indicar lojas a menos que trabalhem com material didático próprio que só pode ser adquirido em um determinado lugar.

Pesquise e deixe a molecada longe das compras

Esta pode parecer a dica mais comum e talvez a mais chata para as crianças. Mas não leve os pequenos na hora da compra do material. Negocie, converse, veja um ou outro personagem de que ele goste e incluía em algum item da lista (caderno, estojo, lancheira). Mas evite levá-los, além de arruinar a ideia de economia pode te causar um estresse tremendo.

Planeje a compra com antecedência. Compre com antecedência. Deixe um ou outro material para ser adquirido pouco tempo antes, se for o caso. Os preços não tendem a baixar próximo à volta às aulas, pelo contrário. Apenas quando elas já se iniciam. A menos que você compre o básico e espero o saldão de volta as aulas.

Pesquise

Essa é a mais clichê, sem dúvida. Mas pesquise sempre antes de comprar o material. Pesquise, guarde os informes publicitários.

O Procon alerta que a variação de preço sobre um mesmo produto pode ultrapassar os 400%. Isso quando falamos do mesmo produto, com o mesmo personagem. Essa também pode ser considerado uma dica importante, nem sempre o produto mais caro, com os personagens mais em alta, apresentam a melhor qualidade de mercado. A utilização do personagem em alta serve justamente para cobrir a falha do produto em relação ao seus concorrentes em relação a qualidade.

Pensando em produtos de qualidade, não aposte nos personagens em alta, eles não são sinônimos de boa qualidade mas também não de má. Esteja sempre de olho no selo do Inmetro. Isso sim garante a qualidade do produto comprado para os pequenos.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “Compras escolar: dicas para economizar”

  1. […] Veja dicas de como economizar na compra do material escolar […]