Osteoporose: uma doença silenciosa

A osteoporose é uma doença silenciosa, aprenda como identificar os seus sintomas e a prevenir-se.

Alimentos ricos em vitamina D auxiliam na absorção de cálcio e combatem a osteoporose

Veja ideias de cabeceiras criativas para o seu quarto

Massagem acaba com olheiras

A osteoporose atinge cada vez mais pessoas. Isso está diretamente ligado a nossa alimentação e a nossa absorção de cálcio.

A osteoporose é uma doença silenciosa. Sua manifestação é lenta, ou seja, só nos damos conta de sua presença quando os sintomas já começam a manifestar-se bruscamente. Normalmente seus primeiros sintomas vão de leves a moderados podendo acabar inclusive em sérias fraturas.

A doença é caracterizada pela diminuição progressiva da massa óssea. Entendemos por massa óssea o acúmulo de cálcio em nosso organismo, neste caso, em nossos ossos. A progressiva falta de cálcio pode causar sérios danos a nossa saúde. Um deles é a osteoporose, o enfraquecimento dos dentes e a excessiva fadiga.

No caso dos ossos e do susceptível aparecimento da osteoporose, os ossos tendem a ficarem mais finos, fracos, sensíveis e quebradiços, em outras palavras as chances de fraturas são maiores em pacientes diagnosticados com quadros de osteoporose.

Quem mais sofre

A doença costuma atingir pessoas mais velhas pelo desgaste progressivo e a ingestão ineficiente de cálcio ao longo da vida. Contudo pode-se notar sintomas de osteoporose moderadamente em pacientes ainda jovens. Mulheres são vítimas mais propensas a desenvolver a doença do que os homens, principalmente após a menopausa. Na menopausa a concentração de estrógeno cai absurdamente e com isso a regulação da massa óssea também pode sofrer sérias variações.

O maior e mais importante mal da osteoporose é ser uma doença silenciosa, onde os sintomas apenas acabam sendo percebidos após sérias complicações ou incômodos.

Regiões mais afetadas

As regiões que mais podem  sofrer com o enfraquecimento dos ossos e posterior lesão são a coluna, os pulsos e braços, as vértebras e a bacia. Como mencionado, pessoas mais velhas, excepcionalmente mais mulheres do que homens tendem a sofrer com este mal difícil de diagnosticar.

Se você sofre com fraturas regular em seus ossos ou sofre com dores constantes deve ficar atento. Estes são alguns dos principais sintomas de quem sofre com o transtorno de osteoporose. Se você frequenta regularmente um médico, as chances de identificar o problema precocemente é uma das melhores chances de evitar consequências sérias com a osteoporose.

Quando os primeiros sintomas aparecem você deve procurar imediatamente um médico especializado. Se você é homem deve procurar um médico independente de apresentar ou não sintomas a partir dos 70 anos Sendo mulher, a partir dos 65 anos já é necessário procurar um médico para realizar exame sobre a medição da densidade óssea. Mulheres na menopausa e fumantes são as mais propensas a desenvolver a doença. Quando o paciente é diagnosticado com baixa densidade óssea o quadro de osteoporose é instaurado e são necessário alguns cuidados especiais principalmente para evitar fraturas e retardar a progressão da doença. Em pessoas idosas os cuidados devem ser redobrados.

O exame precoce é a melhor forma de evitar as consequências graves da osteoporose. Sendo elas fraturas, dor constante e diminuição da estatura.

Causas da osteoporose

osteoporose

A principalmente causa da osteoporose é a ausência de cálcio na alimentação para o fortalecimento dos ossos. Se você sofre com cáries por exemplo, pode ser sinônimo do enfraquecimento ósseo manifestado em seus dentes. Fique atento!

Para evitar danos mais sérios consulte sempre um médico e faça a aferição de sua massa óssea. Excepcionalmente em casos de histórico familiar de osteoporose, lesões ou fraturas ósseas.

O que muitas pessoas não sabem  é que a simples exposição ao sol por diminuir assustadoramente as chances do indivíduo desenvolver osteoporose. Um quadro de enfraquecimento ósseo.

A vitamina D é responsável pela sinterização e metabolização do cálcio ingerido. Ou seja, a ingestão não garante que o cálcio seja aproveitado adequadamente pelo nosso corpo, precisando com isso ser adequadamente metabolizado. Aí entra a vitamina D, responsável por tornar útil o cálcio ingerido.

A vitamina D ajuda na metabolização do cálcio, em outras palavras, trabalha para que ele chegue e permaneça em nossos ossos fortificando-os.

A falta de vitamina D, bem como de cálcio propriamente falando enfraquece os ossos podendo deixá-los mais finos e propensos a fraturas.

Como evitar a osteoporose

osteoporose

Estas dicas são válidas a todos, mas principalmente para quem já teve ou tem casos de fraturas ou enfraquecimento ósseo causado pela doença.

A melhor forma de evitar que a osteoporose se instale é mantendo os níveis de cálcio em índices satisfatórios. Ao mesmo tempo em que trabalha para que a absorção e a metabolização seja satisfatórios.

A exposição saudável a luz solar deve ser de  pelo menos 10 minutos para quem sofre com a carência de vitamina D. Contudo, como indicado por nutricionistas o horário de exposição deve ser antes das 10h e somente após as 16h, sendo estes os raios mais saudáveis para a nossa pele. Em estados com horário de verão a indicação é que o horário seja antes das 11h e após as 17h.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

1 Star
Loading...

Comentários

comentários

Uma resposta para “Osteoporose: uma doença silenciosa”