Casa com crianças: como decorar com criatividade e segurança

Foto: Freepik

Elas mudam nossa rotina, nossos hábitos e costumes, mas não podemos negar: crianças tornam nossos dias mais alegres e cheios de amor. E não adianta, criança em casa é sinônimo de atenção 24 horas por dia, em todos os segundos. Por esse motivo, na hora de decorar é importante pensar nos mínimos detalhes para mantê-las em segurança, mas se engana que isso é empecilho para deixar os ambientes bonitos e aconchegantes, pelo contrário. Com algumas adaptações é totalmente viável.

Para quem já tem endereço fixo, algumas modificações as vezes podem ser necessárias para os pequenos, agora, se você ainda está pensando em comprar sobrados, ou está em busca de casas à venda ou casas para alugar, observar algumas coisas podem ser essenciais para a segurança, e até mesmo para economizar nos itens de decoração.

Como decorar uma casa com crianças de forma segura

Criança ama cores chamativas e objetos que estimulem os sentidos, por isso é bem legal abusar da criatividade e escolher peças bacanas, mas que não representem perigo a elas (como objetos de vidro, porcelana, pontiagudos, etc.). Dê preferência a objetos de decoração que sejam de matérias como madeira, tecido, plástico e que não contenham partes pequenas.

Para os móveis, os com design mais arredondado são os mais indicados, justamente para evitar que os pequeninos se machuquem nas quinas – que são perigosas até mesmo para nós adultos-. Se sua casa tem sofás claros ou com tecidos mais nobres, o indicado nestes casos é fazer uma boa impermeabilização, pois por mais que a gente cuide, oriente e até mesmo proíba que levem alimentos ou líquidos para essa área, ninguém está livre de derrubar mamadeira ou copinhos com suco, por exemplo, e para manchar…

Mas se seu sofá não anda lá essas coisas e já está mesmo na hora de substitui-lo, opte por estofados que tenham cores mais escuras e/ou tecidos mais “durinhos”, como a sarja, courino, lona, e até mesmo o couro. Por mais que o couro e o courino (que é aquele tecido sintético bem parecido com o natural) sejam mais chatinhos de cuidar, estes são um pouco mais resistentes e não é tão fácil passar sujeiras e manchas para eles. Se essa for sua escolha, de tempos em tempos é ideal hidratar com produtos específicos para esse material ou até mesmo loção hidratante corporal, para evitar rachadura indesejáveis.

Na sala de jantar, tampos de vidro (principalmente aqueles que somente são apoiados na base) ou com cantos muito pontiagudos não são os mais adequados, pois podem sair facilmente do lugar e acabar caindo, ou ainda, no meio de uma brincadeira a criança pode se machucar ao esbarrar nas quinas. Portanto, mesas de madeira, com vidro temperado e bem afixado à base são boas alternativas seguras e que não deixam nada a desejar no quesito beleza. Se sua decoração for bem alegre ou puxar para o vintage, por exemplo, você pode transformar a sua em uma bela mesa colorida com um pouco de tinta, ou adquirir um modelo pronto. Quanto às cadeiras, dê preferência para aquelas que tenham assentos lisos, sem tecido, ou com almofadas laváveis.

Já nos quartos, atenção com a altura de camas e demais mobiliários, principalmente aos que ficam próximos de janelas. Cômodas e móveis mais leves ou de fácil movimentação podem ser fixados com parafusos nas paredes para que não tombem, e se seu filho for pequeno ainda, dê preferencia para camas com grades ou até mesmo as modernas e estimulantes camas montessorianas. Elas são mega charmosas, muito mais seguras por deixar o colchão no chão, e ainda garantem economia, pois você pode montar uma para seu bebê e ele poderá dormir confortavelmente até ficar maiorzinho.

Foto: Etsi.com/Divulgação

Na cozinha, área de serviço e banheiro é importante contar com armários mais altos ou que tenham a opção de travar com chave. Se você está pensando em renovar a mobília e for planejar os móveis, pense em algo mais alto e tire do alcance áreas quentes ou que possam deixar fios aparentes como forno, fogão, micro-ondas e etc.

Planejamento e atenção aos mínimos detalhes

Pensar na estrutura é um dos pontos principais para quem tem ou pretende ter crianças em casa. É importante observar quinas aparentes, degraus, escadarias, banheiras e até mesmo piscinas. Uma boa opção segura e barata é investir em grades e portões para delimitar ambientes que podem oferecer riscos aos pimpolhos, como áreas de lazer e a cozinha, por exemplo.

Para as portas, o indicado é colocar proteções onde elas podem bater (para evitar estragos na parede), travas e protetores de dedos – esses talvez sejam um dos itens mais importantes nesse quesito para evitar que prendam os dedinhos e se machuquem -. Em lojas especializadas é possível encontrar protetores lindos e tematizados, e que se “camuflam” à decoração, principalmente em lares onde impera o colorido nas paredes. Olha só que lindo esse exemplo:

Foto: Divulgação/ Internet

Já para aqueles cantinhos dos móveis e até mesmo de paredes, protetores de silicone são grandes aliados para quem já tem a mobília definida, mas não pode ou não quer substitui-los pelos de cantos arredondados. Opções transparentes são menos chamativas para quem não vai “colorir” a casa, e são fáceis de trocar e retirar.

Nas janelas é imprescindível a colocação de telas, pois como todo mundo já sabe e nunca foi novidade para ninguém, qualquer descuido pode ser sinônimo de acidentes graves e também evita que na inocência, acabem jogando brinquedos e objetos andares a baixo. Além disso, as telas não interferem na arquitetura e são ideais também para quem tem bichinhos de estimação.

Proteção para as tomada também é uma boa “pedida”, afinal, criança e eletricidade não são uma boa dupla. Não esqueça de colocar travas em portas de armários e afins, além do vaso sanitário e locais onde hajam acúmulo de água ou produtos de limpeza.

Abuse da criatividade e decore com estilo

Com os pimpolhos em casa criatividade é o que não falta, não é mesmo? Então que tal se inspirar em ideias bem bacanas e gastar as energias da criançada para ajudar a garantir uma decoração linda? Como já dissemos acima, crianças adoram tudo que seja chamativo e que estimule a sensorialidade. Invista em papeis de parede bacanas, de preferência laváveis e mais resistentes. Olha que bacana este para os quartos, além de estimularem a visão e o lado cognitivo, ainda permitem que pintem os desenhos:

Foto: Burgerdoodles/ Divulgação

Já se a ideia é apenas passar uma mão de tinta, que tal investir na tinta lousa? Há várias marcas disponíveis em lojas de construção e tintas, são laváveis, próprias para “abrigar” as obras de arte dos pequenos e você pode utiliza-la em mais lugares da casa, como na cozinha para anotar suas receitas prediletas, ou no hall de entrada para dar boas-vindas a quem chega ou como quadro de anotações e recados. Veja que bacana!

Foto: Pinterest

E que tal utilizar os bichinhos de plástico que seu filho não usa mais para dar uma incrementada divertida na decoração? Esses quadrinhos foram confeccionados com telas de pintura, spray e cola quente. Não ficou um charme? Além disso estimulam a criançada com cores bem alegres.

Foto: Pinterest

E que tal fazer uma árvore genealógica super diferente com papelão, retalhos e algumas fotos familiares? Sua casa vai ficar aconchegante e seu filho vai poder aprender um pouquinho mais sobre sua família. Melhor ainda se confeccionarem juntinhos.

Foto: Pinterest

Gostou das dicas? Compartilhe e aproveite-as juntinho com seus pequeninos!

* O texto é um publieditorial do portal Chaves na Mão.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

1 Star
Loading...

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *