Polvos de crochê ajudam bebês prematuros na recuperação

Um grande ideia desenvolvida por pessoas do bem que estão fazendo milagres nas maternidades. São os polvos feitos de crochê que os bebês recém-nascidos prematuros e em recuperação adoram. É que os tentáculos do polvo imitam o cordão umbilical que a criança foi desconectada na hora do nascimento. Ao passar a mão, eles acabam encontrando o tentáculo do polvo e logo se acalmam.

O projeto surgiu na Dinamarca chamado de Octo já é sucesso por lá. Agora chega nos hospitais brasileiros com a ajuda de mães que fazem um lindo trabalho social para ajudar as mulheres na superação do período de tempo que terá de esperar para levar o bebê para casa.

Uma equipe médica do Hospital Universitário de Aarhus monitorou os batimentos cardíacos e o nível de oxigênio do sangue que melhoraram consideravelmente quando os nenens estavam acompanhados dos polvos feitos de crochê.

Em todos bebês que ficaram pegando ou abraçando o polvo, foram comprovados que isso os acalma, levando a uma recuperação muito mais rápida e tranquila.

Os fios usados para fazer os polvos de crochê são especiais, algodão puro e anti alérgicos. As medidas mínimas dos tentáculos são de 22 cm. Ideais como esta devem se espalhar por todos os hospitais ajudando na recuperação das crianças.

Veja as fotos de bebês com o polvo feito de crochê. Umas fofuras.

 

Veja como fazer o o material necessário

  • Gancho de crochê tamanho 3 ou 3,5 milímetros
  • Fios de algodão (100% algodão apenas), algodão 8/4 ou 8/8 (a razão para mencionar mais opções é que o aperto é individual e enfatizar que é perfeitamente possível usar sobras de fios.
  • Os OCTOS não têm de ser todos iguais, embora preferivelmente não maiores do que na imagem abaixo e menor seria ótimo! )
  • Enchimento: Enchimento de fibra de acrílica tem de ser lavável a 60 graus Celsius
  • Agulha de tapeçaria

Corpo: trabalhando em rondas contínuas:

1º: 6 sc em um loop mágico
2º: 2 sc em cada st (12 sts no total)
3º: 2 sc em cada outra st, 1 sc nas outras ms / pts (18 ms / pts no total)
4º: 2 sc em cada 3ª st, 1 sc em todas as outras ms / pts (24 ms / pts)
5º: 2 sc em cada 4 st, 1 sc em todas as outras ms / pts (30 ms / pts)
6º: 2 sc em cada 5 st, 1 sc em todos os outros pontos (36 ms / pts)
7º – 14º: 1 pb em cada m/ p (36 ms / pts)
15º: * 1 sc no primeiro 4 st, sc tg 5º e 6º st * repetir 5 vezes (30 ms restantes)
16º – 17º: 1 pb em cada pt (30 pts)
18ª: * 1 pb em cada uma das 3 ms / pts p / p 4ª e 5ª p / p * repetir 5 vezes (24 ms / pts restantes)
19º – 20º: 1 pb em cada pt (24 ms / pts)
21º: * 1 pt nas primeiras 2 ms / pts 3ª e 4ª m / p * repetir 5 vezes (18 ms / pts restantes)
22º: 1 pb em cada pt (18 pts)
23º: * 1 pt nas primeiras 7 ms / pts 8ª e 9ª pt * repetir uma vez (sobra 16 ms / pts)
24º: 1 pb em cada pt (16 ms / pts)
25º: é aqui que os tentáculos começam: * 1 sc, cadeia 50, volta, 2 ou 3 sc em cada cadeia (49 Correntes), 1 sc na próxima st do corpo * repetir 7 vezes, fazendo 8 tentáculos.

Veja o esquema inteiro das marcações para fazer o tricô do polvo.

Terminar com um pino, cortar fios e costurar no final.
Os tentáculos não devem ter mais de 22 centímetros, quando são maiores podem ser um risco de asfixia.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

1 Star
Loading...
Por: Arteblog - FranciscoEm: Abril 6, 2017 | Em Saúde  | Tags: ,  

Comentários

comentários