Curiosidades e cuidados que você deve saber ao reutilizar pneus!

Por muitas vezes, descartamos alguns produtos em locais inapropriados, quando alguns deles podem ser reutilizados de alguma forma dentro de sua casa ou jardim, seja para decoração ou utilidade em acessórios, basta saber usar a imaginação e criatividade.

Qualquer produto, desde que não sejam tóxicos (no caso das pilhas) pode ter alguma outra serventia. Vamos ver agora sobre os pneus e seus cuidados. Aqueles que sempre encontramos nos lixos e que nós mesmos acabamos colocando. Dê uma olhada agora na matéria:

O descarte que acontece de forma incorreta de resíduos sólidos é um problema no mundo atual e de uma forma geral. Entre esses resíduos estão os pneus, que são produzidos de uma quantidade enorme e diariamente, ao se tornarem sem serventia, são muitas vezes descartados irregularmente em aterros sanitários, mar, rios, lagos, terrenos baldios ou com queima a céu aberto.

Antes de se tornarem inservíveis, os pneus podem passar por processos de reforma como recapagem, recauchutagem ou moldagem. O processo de reforma auxilia no prolongamento da sua vida útil, porém nem sempre esses processos são possíveis em todos os pneus, o que aumenta o número de descartes incorretos.

Coleta

Para melhorar e ajudar essa situação, em 1999 a indústria nacional de pneus iniciou o programa nacional de coleta e destinação de pneus inservíveis e em 2007 foi criada a Reciclanip, entidade sem fins lucrativos que hoje é referência de pós-consumo e logística reversa do país.

Pneus que não tem mais serventia para uso do carro (que seria a sua finalidade) ou outros meios de locomoção, passaram a ter destino final correto, transformados em artefatos de borracha, asfalto, etc. E o aço existente na estrutura do pneu vai para as siderúrgicas. Com responsabilidade ambiental, a Reciclanip é o primeiro e maior programa de pós consumo em larga escala do Brasil.

Na imagem abaixo, as principais destinações dos pneus recolhidos pela Reciclanip:

Dezenas de caminhões percorrem diariamente as estradas brasileiras, recolhendo pneus dos mais de 1000 pontos de coleta localizados em todo o país e, em seguida, encaminhando-os para um reaproveitamento ambientalmente correto, aprovado pelo IBAMA. Do início do programa até o final de 2015, mais de 3 milhões de toneladas de pneus inservíveis foram coletados e destinados adequadamente, o equivalente a 600 milhões de pneus de passeio.

Porém, sabemos que nem todos os pneus são destinados corretamente para reciclagem, por isso também queremos neste post alertar sobre os cuidados antes de reutilizar pneus na decoração. Pois é, uma quantidade bem significativa que passa despercebida aos nossos olhos e que temos que tomar muito cuidado.

Cuidados ao reutilizar

O pneu em si não é tóxico, mas é cheio de impurezas, por isso é necessário lavar bem antes de reutilizar (por dentro e por fora) para eliminar qualquer risco de contaminação. Também é preciso atenção em como e onde ele será reutilizado, pois em locais abertos o acúmulo de água nos pneus podem se tornar foco de proliferação de insetos transmissores de doenças, como a dengue. Tomados esses cuidados, pode reutilizar a vontade. Basta ter bom gosto e criatividade, como já falamos ali em cima.

Se para sua ideia de reuso for necessário cortar o pneu, também é preciso ter muito cuidado. Alguns vídeos no YouTube mostram que é possível fazer o corte com uma faca de cozinha bem afiada, com serra tico tico ou outras ferramentas. Mas lembre-se de usar proteção, como óculos, e trabalhar devagar para evitar prender a lâmina da serra ou da faca.

Cuidado também ao manusear os pedaços de borracha que acabaram de ser cortadas, pois podem estar quentes. Não ter pressa, fazer com calma e dedicação, assim com certeza terá um bom resultado sem nenhum acidente.

Essas são apenas algumas dicas, mas existem centenas, entre elas: vasos de flores, pufes, portas revistas, brinquedos para as crianças no quintal, porta gelo. Enfim, muitas ideias que podemos fazer sem poluir o nosso meio ambiente.

Podemos contribuir um pouco e ainda assim embelezar a nossa casa. Que tal?

Por: ArteblogEm: fevereiro 13, 2017 | Em Reciclagem  |
Curta no Facebook:

Comentários

comentários