Como é produzido o alumínio e do que é feito

Lá no início da descoberta do alumínio, pelo ano de 1827, ele era tão difícil separar das rochas que tinha mais valor que o ouro, mas com o passar do tempo, com o desenvolvimento de técnicas modernas para sua extração, os preços foram caindo e hoje tornou-se popular e largamente usado em construções de imóveis, na construção de aviões, barcos e navios.

SONY DSC

O alumínio é um metal extraído da bauxita largamente encontrado e estima-se que as reservas cheguem a mais de 30 bilhões de toneladas, o que equivale a presença em cerca de 8,1%. O Brasil tem a quinta maior reserva do mundo de bauxita.

bauxita

  • Ano de 1807: Humphrey Davy deu o nome de aluminum, apesar de que ainda não era produzido
  • Ano de 1827: Friedrich Wöhler ganhou o reconhecimento do isolamento do alumínio, apesar de o metal ter sido obtido impuro alguns anos antes pelo físico e químico Hans Christian Ørsted.
  • Ano de 1859: Henri Sainte-Claire Deville conseguiu novas formas e melhorou a produção do alumínio, substituindo o potássio por sódio e o cloreto simples pelo duplo.
  • Ano de 1886: Com a invenção do processo Hall-Héroult, o processo ficou muito mais barato na extração do alumínio e junto com o processo Bayer, o alumínio ficou mais barato e ganhou mercado sendo utilizado em vários seguimentos da produção industrial.
  • Ano de 1889: O preço caiu tanto que acabou afetando os negócios dos produtores de alumínio permanecendo por vários anos.
  • Ano de 1960: A partir deste ano o uso do alumínio ganhou força comercial e os preços permaneceram estáveis.

O processo ordinário de obtenção do alumínio ocorre em duas etapas: a obtenção da alumina pelo processo Bayer e, posteriormente, a eletrólise do óxido para obter o alumínio. A elevada reatividade do alumínio impede extraí-lo da alumina mediante a redução, sendo necessário obtê-lo através da eletrólise do óxido, o que exige este composto no estado líquido. A alumina possui um ponto de fusão extremamente alto (2072 °C) tornando inviável de forma econômica a extração do metal. Porém, a adição de um fundente, no caso a criolita, permite que a eletrólise ocorra a uma temperatura menor, de aproximadamente 1000 °C. (Wikipédia).

SONY DSC
SONY DSC
  • Meios de Transporte: Como elementos estruturais em aviões, barcos, automóveis, bicicletas, tanques, blindagens e outros.
  • Construção civil: Janelas, portas, divisórias, grades e outros.
  • Utensílios de cozinha, ferramentas e outros.
  • Transmissão elétrica: Ainda que a condutibilidade elétrica do alumínio seja 60% menor que a do cobre, o seu uso em redes de transmissão elétricas é compensado pelo seu menor custo e densidade, permitindo maior distância entre as torres de transmissão.
  • Como recipientes criogênicos até -200 °C e, no sentido oposto, para a fabricação de caldeiras.
  • Descobriu-se recentemente que ligas de gálio-alumínio em contato com água produzem uma reação química dando como resultado hidrogênio, por impedir a formação de camada protetora (passivadora) de óxido de alumínio e fazendo o alumínio se comportar similarmente a um metal alcalino como o sódio ou o potássio. Tal propriedade é pesquisada como fonte de hidrogênio para motores, em substituição aos derivados de petróleo e outros combustíveis de motores de combustão interna.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Uma resposta para “Como é produzido o alumínio e do que é feito”

  1. CARLOS disse:

    Interessante. Mas deve consumir muita energia. Dai encarecer o produto.