Confira lindos artesanatos feitos com diversos tipos de palhas

O artesanato com palha, seja ela de qual tipo for, ganhou todos os cantos do país. Esta matéria prima é encontrada com muita facilidade em qualquer local, algumas até chegam a ser de graça, como a palha de milho. Basta você se propor a guardar as palhas quando for saborear aquelas pamonhas ou mesmo o milho.

Confira agora algumas ideias para usar palha em diversos artesanatos:

Cesta de palha de milho (na foto acima):

Que tal fazer cestas usando a palha de milho? Você contribui para um planeta melhore fazer itens de artesanato para decorar a sua casa. Pode até ganhar um dinheirinho por fora ao fazer peças em série. É só acompanhar o passo a passo que trouxemos para você em imagens que podem ilustrar o método de confecção destes itens artesanais.

Você vai precisar de:

– Palha de milho seca crua ou tingida
– 2 batidores de madeira um com 19×13 e (8cm de largura de madeira)
– Outro para tampa de 20×14
– Pregos
– Tesoura
– Bacia com água para umidecer a palha
– Avental
– Martelo
– Agulha de tapeçaria ou Croche

Confira o restante do artesanato e o passo a passo clicando neste link.

 

Artesanato com folha de abacateiro (Foto: Mais Você / TV Globo)

Modo de montagem da flor com a fibra da bananeira

Apesar de parecerem difíceis à primeira vista, as flores feitas a partir do caule de bananeira são superdelicadas e fáceis de fazer também: veja aqui como fazer.

 

Panha

Artesanato com palha da carnaúba:

A palha da carnaúba também é muito utilizada para desenvolver peças artesanais como cestas, trançados, bolsas, chapéus e caixas de beleza inigualável e muito apreciada por turistas que visitam a região, tornando-a também em fonte de renda da população local. A palha da carnaúba também é usada como alimentação animal, estes, em tempo de escassez come as folhas (palhas) das carnaubeirinhas pequenas, chamadas pindoba.

Fonte [Wikipédia]

 

flor palha pia joia bij

Artesanato com a palha da piaçava:

O artesanato feito com palha de piaçava gera emprego e renda em Porto do Sauípe, no Litoral Norte da Bahia, a cerca de 80 quilômetros de Salvador. Uma cooperativa de artesãs da região recebe cursos e capacitações do Sebrae para produzir acessórios e objetos de decoração. Nove comunidades e cerca de 200 trabalhadoras participam da iniciativa.

O resultado de tanto trabalho são obras originais que ganham mercado no Brasil. A técnica de trançar a palha veio dos índios tupinambás. O ofício resiste ao tempo, passando de geração em geração. Há 14 anos, o Sebrae auxilia a comunidade na melhoria do design das peças e na qualidade de vida das artesãs. Agora, além de impulsionar as vendas, o projeto ajuda a elevar a autoestima das mulheres.

Veja mais clicando aqui.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: