Bonecas de pano feitas no nordeste viraram peças decorativas de bom gosto

De acordo com informações do site do Sebrae, as bonecas de pano confeccionadas no estado do Rio Grande do Norte estão ganhando uma repaginada. Após a inovação no produto, conseguiu-se uma valorização em mais de 80% o valor final do objeto que agora está servindo também de peça decorativa.

Apoiadas pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, artesãs agregam valor ao produto com novas matérias-primas. As bonecas de pano não saem de moda. Produzidas com sobras de tecido, são uma das mais representativas peças do artesanato do município de Pau dos Ferros (RN), distante 400 km de Natal. Agora, o brinquedo está de cara nova.

O município de Pau dos Ferros, no Rio Grande do Norte, é conhecido por sua produção artesanal de bonecas feitas de pano. Parte da cultura há anos, as bonecas ganharam novo design, com incentivo do Sebrae. O resultado foi um aumento considerado na demanda e agregação de valor ao produto.

As peças foram alvo de processo de inovação para reverter a queda nas vendas. Com a intervenção da área de Artesanato do Sebrae no Rio Grande do Norte, as bonecas deixaram de ser simples brinquedo para se tornarem cobiçados objetos de decoração de ambientes infantis.

As peças ganharam ar mais moderno e melhor acabamento, ao agregarem outras duas matérias-primas: madeira e vidro. O processo rendeu às artesãs valorização de mais de 80% no produto. “As bonecas ficaram muito mais bonitas. Chamam mais a atenção das pessoas”, comemora a artesã Izabel Cristina Rêgo.

Expansão

Com produção média de 300 peças mensais, as artesãs de Pau dos Ferros pretendem elevar a quantidade produzida e expandir a comercialização das bonecas de pano para diversas cidades do Brasil. Atualmente, o produto é enviado principalmente a lojas de Natal e municípios de São Paulo.

De acordo com a analista do escritório do Sebrae em Pau dos Ferros, Lúcia Pereira, o novo conceito desenvolvido tem como um dos principais objetivos manter viva a tradição das bonecas de pano, que enfrentavam processo de desvalorização. “Observamos que as bonecas estavam sem atrativo e precisávamos adotar medidas para revitalizar a produção e manter a tradição. Agregamos valor sem perder as características e, como resultado, já notamos aumento nas vendas e na produção”, relata.

As vendas das bonecas, apesar de nunca saírem de moda, estavam em queda, prejudicando os artesãos do município. A utilização de vidro e madeira, matérias-primas nunca antes usadas na fabricação das peças, transformou um simples brinquedo em lindas peças de decoração infantil. A inovação valorizou em mais de 80% o valor final do produto. O novo conceito tem como um dos principais objetivos manter a tradição das bonecas de pano, que enfrentavam processo de desvalorização.

As bonecas são comercializadas para diversas cidades do Brasil, com destaque para as lojas de Natal e alguns municípios de São Paulo. Os artesãos do município confeccionam aproximadamente 300 peças por mês, quantidade que será elevada devido ao novo nicho de oportunidades e o aumento na demanda, tanto local quanto de outros estados do País.

Serviço e fonte:

Sebrae

Sebrae no Rio Grande do Norte – (84) 3616.7910 – www.rn.agenciasebrae.com.br

Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: C. R.Em: dezembro 3, 2013 | Em Variedades  | Tags: