Projeto incentiva bordadeiras do Brasil

Palestras, oficinas e intercâmbio cultural entre artesãs prometem movimentar o cenário do artesanato local do sertão do estado de Alagoas. A informação é da Agência Sebrae de Notícias.

O projeto Tecendo a Manhã, patrocinado pelo Sebrae em Alagoas, levará consultorias para as bordadeiras alagoanas da Ilha do Ferro, em Pão de Açúcar, e de Entremontes, povoado no município de Piranhas. A bordo de um barco, o objetivo é mesclar palestras de empreendedorismo à experiência da produção do artesanato tradicional, por meio de oficinas e do intercâmbio entre as rendeiras das duas comunidades participantes.

http://www.agenciasebrae.com.br/imagem.kmf?img=imagem_51m6ignhyy_cod_314736.jpg&tipo=12&s=11&

Além de estimular e capacitar as bordadeiras para a formalização de empresas, aumentando sua visibilidade e tornando esses negócios pontos turísticos de referência na região, o projeto também irá beneficiar indiretamente pequenos estabelecimentos, como pousadas, restaurantes, associações e cooperativas, bem como outros profissionais da região – comerciantes, guias turísticos, pintores, carpinteiros, pescadores, escultores, etc.

filé alagoano 02

“Esse projeto ajuda no desenvolvimento da atividade artesanal da região do São Francisco, já que estimula o aperfeiçoamento do processo produtivo das artesãs, melhorando a qualidade dos produtos e serviços ofertados. Além disso, o Sebrae vai buscar formalizar esse público para possibilitar que eles tenham acesso a outros mercados, aumentando, consequentemente, sua renda. Com todas essas ações, será agregado muito mais valor ao turismo na região”, afirma Marina Gatto, analista de Turismo e Economia Criativa do Sebrae em Alagoas.

filé alagoano 03

As artesãs são o público-alvo do Arranjo Produtivo Local (APL) Turismo Caminhos do São Francisco, coordenado pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) e da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), e pelo Sebrae. O projeto Tecendo a Manhã vem sendo desenvolvido desde abril e conta ainda com a parceria do Museu Coleção de Arte Karandash. A iniciativa encerra em agosto com uma exposição dos produtos confeccionados durante o projeto.

filé alagoano 04

Serviço e fonte:
Sebrae em Alagoas (82) 4009-1660
www.al.agenciasebrae.com.br
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Saiba mais sobre o filé alagoano:

Segundo o site do Sebrae, o filé produzido em Alagoas é a técnica de trabalho manual que consegue manter 70% dos artesãos da região. O filé consiste em uma espécie de bordado rico em detalhes que, ao final, fica bastante parecido com uma renda.

O bordado é feito a partir de uma rede de tecido feito em algodão, os artesãos prendem este material em alguns pregos fixados em uma moldura de madeira em forma de quadrado ou de retângulo. A trança é feita toda com as mãos e o resultado são peças incrivelmente lindas, como blusas, vestidos, saias, lenços, colchas para cama, barrados para toalhas de banho, toalhas de mesa e muitos outros.

Os motivos escolhidos para o bordado do filé podem variar entre figuras geométricas ou flores de diversos tamanhos. A arte é tão executada em Alagoas que chegou a ser reconhecida como Patrimônio Cultural do Estado. Destaca-se ainda que é fazendo este tipo de trabalho que a grande maioria das pessoas que povoa as comunidades do estado consegue sobreviver.

Além disso, o filé é considerado um símbolo que representa a cultura alagoana, pois é rico em detalhes, é tradicional e muito autêntico.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: