Como cultivar pimentas em vaso

Cultivar pimentas em vaso tem inúmeras funções. Desde a decoração, mas também a culinária e até mesmo a questão da superstição, para espantar mau olhado e proteger. Mas como plantar e cuidar? É possível usar vasos ao invés de optar por cultivar diretamente no jardim?

pimenta vaso 01

Observe algumas dicas bem importantes:

O solo que vai no vaso deve ser fértil, leve e bem drenado. Preste atenção, pois é importante ter o mínimo de seis horas de banho de sol, direto ou não.

A água deverá ter atenção bem especial, pois deve-se regar três vezes por semana. Mas, cuidado, pois o excesso também faz mal para a plantinha. Água demais pode ajudar na formação de doenças. Evitar solos “pesados” que ficam frequentemente encharcados.

pimenta

Evite o uso de adubos químicos, opte por uma agricultura orgânica em que você deve utilizar a compostagem. Revolva a terra entre 20 a 30 cm de profundidade e se desejar misture esterco, húmus ou compostagem uma semana antes da semeadura ou do transplante.

De forma geral, ao nascerem, as pimentas são verdes. A maioria delas amadurece para um vermelho forte, mas também podem ser amarelas, laranjas, roxas ou marrons.

Há ainda algumas variedades ornamentais que são manchadas e possuem manchas. Os tipos de pimenta diferentes não só variam em tamanho e cor, mas também quanto ao sabor e a ardência.

pimenta vaso 02

E o vaso? Se ele for grande, plante vários tipos de pimentas, diferentes formas e cores. Mas se o vaso for pequeno, opte por um estilo de planta somente.

Observe bem na hora de plantar, pois é preciso respeitar um espaço mínimo entre cada muda para para que todas elas cresçam saudáveis.

  • A germinação das pimentas acontece entre 8 a 10 dias.
  • A poda deve ser feita depois da frutificação.

Fique ligado, pois se você planta vários tipos de pimenta em um único vaso, corre-se o risco de haver polinização cruzada. Isso pode modificar as características dos frutos, cor e forma, por exemplo.

Se você comprou mudas direcionadas para a decoração é muito importante não consumir a pimenta, pois ela pode ter grande quantidade de agrotóxicos. O simples manejo pode causar irritação na pele, boca e olhos.

pimenta vaso 03

E qual é a pimenta que arde mais?

Para descobrir isso foi criada uma escala chamada de Scoville. O autor é um químico norte-americano, Wilbur Scoville. No ano de 1912 ele estudou para medir o grau de ardência das diferentes espécies de pimenta.

O pesquisador desenvolveu uma forma de medir a quantidade de capsaicina, a substância ativa que causa o ardor, cuja pontuação, quando pura, é de 15.000.000 a 16.000.000) presente em cada exemplar.

Confira algumas espécies e seus respectivos graus de ardência

  • Bhut Jolkia – 1.001.304
  • Red Savina – 577.000
  • Habanero – 400.000
  • Scoth Bonnet – 400.000
  • Peter Pepper – 50.000
  • Malagueta – 30.000
  • Jalapeño – 15.000
  • Dedo-de-moça – 10.000
  • Poblano – 1.500
  • Pimentão – 0

*Fonte Fazenda Ituaú

[Ig]

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: