Trabalha com artesanato? Veja como ter ajuda do Sebrae para se formalizar

Trabalhar com artesanato pode render muito mais do que você imagina. Se você já está no ramo, já pensou em se formalizar e tornar-se um empreendedor individual? A atividade realizada não importa, todo trabalho manual pode ser formalizado de acordo com a legislação.

Porém, você deve estar se perguntando quais as vantagens da formalização para um artesão. Nós explicamos para você:
O empreendedor tem cobertura da Previdência Social para ele próprio e também para a família. Ou seja, você e seus familiares estarão amparados.

A formalização ainda permite melhor controle dos gastos para possibilitar o crescimento e o consequente maior faturamento.
As instituições financeiras só concedem incentivos (crédito) se o negócio estiver sendo desenvolvido por um empreendedor individual.
O pagamento das mercadorias compradas é muito mais facilitado, pois os empreendedores têm condições vantajosas em relação aos preços e formas de quitação.

Para se tornar um empreendedor individual é preciso ter faturamento anual de, no máximo, R$ 36 mil reais, não ter participação como sócio em outra empresa e também é necessário contratar um empregado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Interessou-se pela ideia? Veja como você pode ser atendido pelo Sebrae: http://www.sebrae.com.br/setor/artesanato/meu-negocio/o-que-o-sebrae-pode-fazer-por-mim

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: