3º Salão Especial

Agora em outubro, em Belo Horizonte-MG, teremos um evento onde  compradores internacionais virão para ver as novidades no artesanato brasileiro. Abaixo o release enviada pela Anne, uma das responsáveis pela assessoria de imprensa.

Cerca de 10 compradores da Alemanha, Estados Unidos, França, Peru, Espanha, Itália e Suíça estarão presentes durante o 3º Salão Especial, que será realizado entre os dias 5 e 7 de outubro, na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte. Juntos, os lojistas internacionais devem comprar aproximadamente R$ 400 mil durante o evento e R$ 3 milhões nos seis meses subsequentes. A expectativa geral de negócios é da ordem de R$ 2 milhões nos três dias do 3º Salão e outros R$ 6 milhões no decorrer do semestre.

O evento é voltado para a negociação direta entre lojistas e artesãos os quais, para terem suas peças expostas durante o Salão, passam por uma seleção em que são avaliados critérios como, capacidade de produção para atacado, preço competitivo e venda legalizada. Intérpretes e profissionais de comércio exterior estarão no local para apoiar e facilitar a comunicação entre eles.

A vinda de lojistas internacionais só foi possível devido a uma parceria entre o Instituto Centro Cape, a Associação Brasileira de Exportação de Artesanato (Abexa) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil).

Segundo a coordenadora do setor de exportação do Instituto Centro Cape, Maria Luiza Drumond, as passagens aéreas, alimentação, transporte interno e hotel são oferecidos pelas entidades. “Em contrapartida, cada lojista internacional tem que nos apresentar ao final do evento um relatório com dados de, no mínimo, 20 rodadas de negócios realizadas com artesãos”, explica. A coordenadora completa que o compromisso com a visita é comprovado através dos relatórios, afirma.

Visando um ambiente mais informal e propício ao desenvolvimento de relacionamento e negócios, durante o evento serão realizados um café da manhã e um jantar com a participação de compradores e expositores.

Compradores – Paolo Dell’Olio, representante italiano da Cooperativa Sociale Lê Cinque Stagioni, vem ao Brasil com expectativa de encontrar produtos com diferencial para concorrer com os produtos asiáticos. “O artesanato brasileiro na Itália não é muito conhecido, mas pretendemos concorrer com os asiáticos apresentando itens únicos que não existem na Ásia”, destaca. Dell’Olio ainda ressalta que o artesanato brasileiro é de ótima qualidade e existem projetos para inserir o Brasil em feiras de setor em Paris e Milão e divulgar ainda mais o produto nacional.

O artesanato feito com matéria-prima natural e ecologicamente correto faz parte de um ramo de negócio em expansão na Alemanha, segundo afirmou a representante da empresa Made in Brasil, Flávia Alexandra Torres. “O artesanato brasileiro é bastante difundido no país e faz parte dos hábitos decorativos da população. Ao fazer uma compra, os consumidores alemães levam em consideração a forma como a peça foi desenvolvida, todo o trabalho envolvido, além do tipo de mão-de-obra utilizada”, explica. A representante ainda enfatiza o interesse daquele povo pelos trabalhos manuais brasileiros e pela história de cada peça.

O 3º Salão Especial é um evento realizado pelo Instituto Centro Cape e patrocinado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (APEX-Brasil) e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

Serviço:

 3º Salão Especial

Local: Serraria Souza Pinto

Endereço: Avenida Assis Chateaubriand, 809 – Floresta – Belo Horizonte

Data: 5 a 7 de outubro de 2011

Horário: 10h às 18h

Estandes: 169

Média de compradores: 4 mil

Compradores internacionais: 10

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa
3º Salão Especial

Rodrigo Moinhos

Anne Paiva
31-3281-6820
31-9773-8613
www.centrocape.org.br

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: Cláudia RamiresEm: outubro 5, 2011 | Em Artesanatos diversos, Feiras e eventos  |