Dicas de cultivo de drácenas

Esta procurando uma planta de interior, bonita, versátil e que não lhe exija muito tempo ou cuidados? A drácena é a escolha perfeita.

É uma planta resistente, se adpata com facilidade, tolera pouca luz e precisa de pouca água. É facilmente encontrada em floriculturas e lojas de jardinagem e muito utilizada para decorar sacadas, entradas de prédios e casas.

Seu nome tem origem grega, na palavra drakania, que significa “dragona” mas sua origem se deu na África, Ásia e Austrália, estando atualmente espalhada por todo mundo com uma imensa diversidade de espécies, tamanhos e formatos das folhas. Algumas variedades de drácena apresentam um tronco lenhoso e uma coroa de folhas na parte parte superior que muitas vezes é confundida com uma falsa palmeira. Existem dracenas que medem até 40 cm de comprimento.

Uma das variedades mais populares é a drácena fragans, com suas folhas compridas e largas. Nesta variedade, é popular a massangeana ou tronco do Brasil, como é conhecida. Outra variedade popular é a drácena marginata, bicolor ou dragão de Madagascar, que tem as bordas das suas folhas num tom avermelhado e o tronco mais fino.

O único cuidado maior com as drácenas é fornecer luz durante todo o ano, assim suas folhas se manterão coloridas e brilhantes. É uma planta que cresce lentamente por isso deve ser evitar luz solar direta, apenas a luminosidade, ou seja, luz indireta. Se for planta-la em um lugar mais quente, sua rega terá que ser com mais frequência.

Não encharque o solo mas não deixe seco por muito tempo, e lembre-se de sempre tirar o pó das folhas. Adube, com adubos líquidos de plantas verdes, a cada 15 dias.

Preste atenção nas cores das folhas, se a planta tiver folhas amarelas, com algumas teias de aranha em baixo, está com a praga da aranha vermelha. A solução é pulverizar com um pouco de inseticida. Caso as folhas tenham manchas cinzentas, pode ser septoriosis, pulverize um fungicida que irá resolver.

Muita água também faz mal, a planta pode ficar mole e com as folhas castanhas. A solução é deixar a planta secar e reduzir as regas. Agora se as folhas começarem a perder a cor e brilho, basta muda-la de lugar, é apenas falta de luz.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: Arteblog - RafaelEm: julho 26, 2011 | Em Flores e plantas  | Tags: ,