Entrevista com a artesã Alessandra Assi – Talento Realista

A coluna Arteblog fez uma entrevista com a artesã Alessandra Assi. Ela é conhecida e admirada, e se destaca  com seus trabalhos diferenciados, belíssimos e pela forma realista de modelagem e pintura  em biscuit.

Cláudia (Arteblog) – Olá, Alessandra, é com satisfação que a recebo na coluna Arteblog. Obrigada por aceitar o convite.

Alessandra – Olá Cláudia, o prazer é todo meu! Pessoas como você, que se importam em divulgar nossa arte devem ter todo nosso respeito e apoio! Super obrigada pelo convite!

Antes de convidá-la fiz uma pesquisa sobre seu trabalho, e fiquei  impressionada com a sua modelagem. Você gosta muito de modelar flores, por que essa especialidade?

O diferente sempre me atraiu… gosto de criar, de ter meu estilo e principalmente desenvolver um trabalho com identidade… as flores são uma paixão, amo e tenho um contato intenso com a natureza, melhor parceira não iria encontrar… rsrr.

Acredito que destacar algo, independente da técnica, “é fazer diferente”.

“Faça a diferença e conseguirá se destacar entre milhões de pessoas ou técnicas, pois o que se destaca não é a técnica em si, mas a essência de quem o faz.

Nestes anos de artesanato, você sempre fez biscuit?

Não. Naveguei por muitas modalidades… iniciei com tricô aos 11 anos, depois pintura em tecido, costura, bonecas de pano… o biscuit veio como necessidade, porque no auge do biscuit, ministrava cursos de iniciação profissional na unidade Senai de minha cidade e então fui quase “intimada” a desenvolver a técnica, rsrr. Minha primeira massa foi um pesadelo, panela, colher e todo material pro lixo, literalmente. Foi ótimo, porque foi um desafio, e a partir deste contato foi paixão, depois amor eterno, hehehe.

Reparei que o seu forte também é pintura.  Como conseguiu juntar a modelagem e a pintura de maneira tão delicada?

Estudo muito cada espécie de orquídea ou flor que vou desenvolver e percebia as nuances, as luzes, a transparência… e fui observando a necessidade de conseguir esses efeitos através do biscuit… muitas, muitas tentativas para se chegar a um resultado satisfatório. Também tive uma base importante através das revistas de Anna Modugno, na qual estudava cada detalhe e treinava muito… aguardava ansiosa pela nova edição e principalmente por uma nova técnica de flores…a partir desta base pude alçar vôo e imprimir meu próprio estilo.

Eu percebo que no biscuit temos divisões: caricaturas, personagens, lembrancinhas… as flores são especialidade de uma minoria, na sua opinião por que ocorre esta divisão principalmente nesta técnica?

Acredito que em qualquer profissão, para que consiga se destacar é preciso muita dedicação e para isso é preciso escolher um caminho, ter um foco… no biscuit são muitos os leques que se abrem… não dá prá modelar personagens perfeitos e flores também… como um médico se especializa em um determina área onde sente maior afinidade… assim também senti necessidade de optar pelo caminho das flores, que sempre foi parte da minha vida, desde a infância. E acredito que no ramo do artesanato, seja qual for a modalidade, para que se obtenha resultados realmente satisfatórios é preciso ter essa postura de escolha, você tem que ser especialista em algo… ou se não será mais um! É preciso fazer a diferença!

Mas não devemos esquecer que você também faz outro tipo de modelagem, você ministra  cursos, encomendas…?

Sim. Como todo profissional, tenho que ser flexível quando se refere às encomendas, aceitando também lembrancinhas, topos de bolo, enfim… essa é minha profissão.

Mas os cursos, apostilas e DVDs são exclusivamente sobre a minha especialidade, que são flores e temas relacionados à natureza.

Gostaria de falar alguma coisa para os leitores? Dar alguma dica para quem gosta desta técnica? 

Independente se você deseja fazer algo para si mesmo ou profissionalmente, a intensidade deve ser a mesma. Então, acredito que existe uma palavra chave para o sucesso: Postura, essa é a palavra chave para quem deseja realizar algo que se determina fazer. Postura de acreditar, perseverar, confiar, fazer o melhor, amar o que faz, se dedicar sem desânimo. Muito mais que o dom que uma pessoa possa ter, é a postura de determinação que te leva à realização de seus projetos; pois o dom não vem pronto, é como pedra bruta, precisa ser lapidado aos poucos, em etapas.

Acredite sempre em você!

Agradeço mais uma vez pela entrevista. Sua arte é linda, e continue sempre com este sucesso!

Super obrigada pelo convite, carinho, atenção, sensibilidade e compromisso com a arte!

É sempre um prazer conviver com pessoas como você!

Beijo carinhoso à todos os leitores querido (as) do Arteblog,

Muita paz e luz!

 

Alessandra Assi – Designer em biscuit

[email protected]

http://www.alessandraassi.com

Tel.: (19) 36611709/ 81455018

O que achou? Dê uma nota:

Avaliação média: 4.2
Total de Votos: 4

Entrevista com a artesã Alessandra Assi – Talento Realista

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook: