Tipos de cadeirinhas para automóvel

O uso de equipamentos especiais para o transporte infantil, as chamadas cadeirinhas, se tornou obrigatório em cidades e estradas desde o dia 1º de setembro de 2010, com a Lei da Cadeirinha. Se você ainda tem dúvidas pode verificar a resolução do Contran para esclarecimento.

Essas cadeirinhas são assentos especialmente projetados para o transporte de crianças de 0 a 10 anos. Feitas para dar segurança no transporte das crianças e diminuindo assim o risco de acidentes e de lesões.

Para divulgar e orientar qual o tipo de cadeirinha ideal para o seu filho, ilustramos com fotos e trouxemos a maneira correta de como usar.

Veja:

  • Bebê ou conforto conversível

 

São ideais para crianças com até 1 ano de idade, e peso não superior a 13 kg.

Como usar: Deve ser voltada para o vidro traseiro, com uma leve inclinação, conforme as instruções do fabricante e de costas para o movimento, sempre no banco de trás.

  • Assento de elevação ou “booster”

Esta é ideal para crianças entre 4 e 7 anos e meio, com peso de aproximadamente 18 a 36 kg.

Como usar: No banco traseiro com cinto de três pontos. É como uma elevação do banco.

  • Cadeira de segurança

Para crianças entre 1 e 4 anos e peso de aproximadamente 9 a 18 kg.

Como usar: Voltada para frente, sobre o banco de trás, no sentido do movimento, na posição vertical.

  • Crianças de 7 anos e meios aos 10 anos

Devem usar o cinto de segurança de três pontos.

Como usar: Até 10 anos de idade, no banco traseiro do carro, com cinto de três pontos. É um cinto comum mas fabricado em escala menor.

Fonte: organizesuavida.com.br

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: Arteblog - RafaelEm: junho 22, 2011 | Em Variedades  | Tags: , ,  

Uma resposta para “Tipos de cadeirinhas para automóvel”

  1. Carros usados disse:

    O problema é que apesar de obrigatório, até agora parece que a maioria dos pais não tomaram coniência da importância do uso dessas cadeirinhas para proteção dos próprios filhos. Acho que principalmente em cidades menores, como se acidentes não acontecessem em qualque lugar.