Planta stévia e suas propriedades – origem

Stévia é um adoçante muito usado em substituição do açúcar para pessoas que fazem dietas e regimes. Veja a origem desta planta que tem um poder fabuloso de adoçar de até 300 vezes mais que o açúcar que consumimos diariamente.

Stevia

Foto da planta stévia (foto:uem)

Classificação científica:

  • Reino: Pantae
  • Divisão: Magnoliophyta
  • Classe: Magnoliopsida
  • Ordem: Asterales
  • Família: Asteraceae
  • Gênero: Stévia

Princípios ativos:

  • Glicosídeos,
  • Esteviosídio de 5 a 10%,
  • Rebaudiosídio 2 a 4%,
  • Dulcosídios,
  • Óleo essencial,
  • Taninos.

Os adoçantes dietéticos são produzidos a partir de edulcorantes, substâncias naturais ou artificiais responsáveis pelo sabor doce. Eles possuem um poder de adoçamento muitas vezes muito maior que o açúcar de cana e são recomendados para dietas especiais como as de restrição, principalmente no diabetes e de emagrecimento.

No mercado existem um grande variedade de adoçantes como o ciclamato, a sucralose, o acessulfame-K, o steviosídeo. A sacarina e o aspartame são os preferidos de grande parte dos consumidores.

Na época da colonização da América do Sul pelos espanhóis e portugueses, nas imediações do território paraguaio e regiões circunvizinhas, como Brasil, Argentina e Bolívia, habitavam os índios nativos tupi-guaranís. Estes indígenas constituíam um população ao redor de 400 mil indivíduos. Integrados à floresta e cultivando plantas especiais que utilizavam como remédios e alimentos.

Os índios da América demonstraram o valor de plantas como a mandioca, a batata-doce, o algodão, o milho, a baunilha, o mate e muitas outras que hoje são universalmente conhecidas e cultivadas. Descobriram e ensinaram também sobre as propriedades da coca, da vanila, da quina, da salsaparrilha e dezenas de outras espécies medicinais.

Uma pequena planta, chamada de Kaá-Hê-ê, que em guarani significa erva-doce, era muito utilizada pelos índios para adoçar diversas preparações medicinais, já que suas folhas apresentavam propriedade extremamente doce.

Embora conhecida dos índios e documentada pelos conquistadores espanhóis conforme documentos mantidos pelo Arquivo Nacional de Assunção, somente em 1887, esta planta teve sua primeira abordagem científica dada pelo naturalista Moisés Bertoni. A partir de uma pequena amostra e alguns fragmentos de inflorescência o pesquisador determinou que a planta tinha certas características do gênero Stevia ou Eupatorium. Parte do material analisado foi enviado ao químico paraguaio, Ovídio Rebaudi, que realizou os primeiros ensaios químicos sobre a planta, publicados em 1900, na revista argentina Química e Farmácia.

Numa homenagem ao pesquisador, Bertoni havia denominado a planta de Eupatorium rebaudiana. Em 1905, após estudos botânicos mais aprofundados, Bertoni comprovou que se tratava realmente de uma Eupatoriae porém do gênero Stevia e assim denominou-a de Stevia rebaudiana. Mais tarde a Sociedade Botânica do Paraguai denominou-a de Stevia rebaudiana Bertoni.

O poder edulcorante da Stevia e do princípio ativo foi motivo de vários estudos.

Em 1913, baseado numa análise de um laboratório em Hamburgo, Bertoni anunciou o poder edulcorante da substância extraída das folhas de Stevia como sendo mais ou menos 180 vezes mais doce que o açúcar de cana.

Em 1931, após o isolamento e identificação do steviosídeo, principal princípio edulcorante da Stevia, Bridel e Lavielle anunciaram um poder edulcorante deste composto como sendo 300 vezes mais doce que o açúcar comum (2).

Em 1959, Lawrence e Fergunson publicaram dados obtidos sobre o poder edulcorante do steviosídeo, que ficou estabelecido em cerca de 280 a 300 vezes que o da sacarose em seu limiar de dulçor . Fonte: www.dbq.uem.br

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: Arteblog - FranciscoEm: abril 16, 2008 | Em Alimentação, Flores e plantas  |

24 respostas para “Planta stévia e suas propriedades – origem”

  1. carlos alberto buzzi disse:

    GOSTARIA DE RECEBER INFORMAÇÕES ONDE ADGUIRIR MUDAS E SEMENTES DE STÉVIA, DE PREFERÊNCIA SP MEU TEL 011.99824216 SE PUDER ME AJUDAR EU AGRADEÇO.

  2. Maria Lucia Ohl Roza disse:

    Gostaria de saber se há algum endereço digital para poder comprar stevia em pó, a granel.Moro no interior do Est. de SPaulo, tenho dificuldade em encontrar esse adoçante .Agradecida.

  3. Andrea Ricardo disse:

    Queria saber onde acho aqui em são paulo

    para comprar

  4. NEUDIR BUFON disse:

    Gostaria de receber informações onde adquirir mudas e sementes de stévia .Se puder me ajudar agradeço.

  5. gustavo lages disse:

    tenho interesse em saber como entrar em contato com fornecedores da folha de estevia, se ppossivel gostaria de telefones de fazendas especializadas nesta planta ou imail , aguardo com urgencia a resposta .

  6. nevinha disse:

    gostaria de saber se, o adoçante stevita, tem algum efeito colateral a longo prazo como os outros q podem até causar alguns tipos de cânceres se usados por longos períodos.

  7. Benedito Cristino Co disse:

    Ola, gostaria de saber onde encontro mudas ou semente da planta "stevia" para o cultivo. obrigado pela atenção…

  8. Inez B. Klug disse:

    Sou produtora de mudas de stévia,trabalho com ela mais de oito anos.

    Dou cursos de plantas medicinais onde sempre a levo junto.

    Com carinho Inez B. Klug

    Fone:014 53 36118124

  9. Jose Anacleto Escala disse:

    Seria interessante que o programa Globo Rural,da Rede Globo,fisesse comentários sobre a "stévia"; onde encontra-la, se tem sementes e como reproduzi-la, em que solo, em que ambiente, etc.

  10. Leda disse:

    Gostaria de adquirir uma mudinha da estévia, resido em Porto Alegre e estou tendo certa dificuldade de encontra-la.

    • Lidia Edith disse:

      Leda, comprei um pezinho de stevia no supermercado do Bourbon da Ipiranga. Tem um cheiro delicioso.
      Abraço
      Lídia